Regional

Seleção Brasileira feminina de rugby comemora a sua melhor participação

O time encarou adversários poderosos e terminou em sexto no Circuito Mundial de Sevens

Escrito por Jogando Juntos

27 NOV 2021 - 16H21

Mike Lee/World Rugby Rugby 965 (Mike Lee/World Rugby)

A Seleção Brasileira Feminina de Rugby comemora uma participação histórica em competição importante. A equipe que conta com duas jogadoras do São José, Mariana Nicolau e Edna Santini, já está encarando as potências da modalidade.

Confira no material enviado por Carlos Alessandro, da assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Rugby.

As Yaras encheram o esporte nacional de orgulho ao terminar na sexta colocação e realizar sua melhor campanha no Circuito Mundial de Sevens, promovido pela World Rugby. Na disputa pelo quinto lugar, neste sábado (27) em Dubai, elas perderam no instante final da partida para a Grã-Bretanha por 21 a 22 e ainda assim comemoraram a jornada histórica. A etapa do circuito, a penúltima do ano, foi vencida pela Austrália, que bateu Fiji por 22 a 7. A França ficou com o bronze depois de vencer a Rússia por 40 a 0.

Horas antes, no último confronto da fase classificatória, a seleção brasileira já tinha presenteado os fãs de rugby com uma façanha: vencer pela primeira vez os Estados Unidos, por 12 a 10. O jogo em que as oponentes se equilibraram no poder defensivo e empataram em número de tries (dois), a pequena diferença a favor do Brasil foi a conversão de Raquel Kochhann.

No jogo contra a tradicional Grã-Bretanha, quarta colocada nos Jogos do Rio (2016) e Tóquio (2020), as Yaras repetiram a forte marcação no centro do campo. Aguentaram a pressão até os primeiros 4 minutos, quando a britânica Jasmine Joyce anotou o primeiro try. O troco veio com drible de Bianca Silva e uma arrancada de 40 metros para o try, mais conversão de Raquel.

Na segunda etapa, logo no início, as britânicas conseguiram um try com Elle Boatman. Mas as Yaras foram pacientes para mover a bola com eficiência de um lado para o outro, uma tônica do time ao longo do torneio, e viraram com try de Edna Santini e conversão de Isadora “Izzy” Cerullo.

Os últimos minutos do jogo foram de novas viradas eletrizantes. Abble Brown e Emma Uren colocaram a Grã-Bretanha em vantagem. Em mais um tiro de longa distância, Gabriela Lima marcou o try que parecia garantir a vitória e Raquel ainda somou mais dois pontos de conversão. Antes da árbitra Ashleigh Murray-Pretorius encerrar a partida surgiu a jogada inesperada de Grace Crompton. O try britânico não ofuscou o brilho da surpreendente campanha das brasileiras, elogiada pelos narradores e comentaristas oficiais do torneio.

Declarações

“Um torneio em que aplicamos muitas ações treinadas. Quando encaixamos nosso plano de jogo, o Brasil é de fato um time a ser batido”, avaliou Raquel Kochhann. Já o head coach da seleção, William Broderick, destacou por que o time está em reconhecida evolução. “Esse resultado representa o trabalho que vem sendo realizado há pelo menos dez anos, com excelentes atletas e profissionais envolvidos. Elas trabalham muito duro e merecem tudo que vêm conquistando. Estou feliz e querendo mais porque sei do nosso potencial”, disse.

As Yaras permanecem em Dubai, onde também disputam nos dias 3 e 4 de dezembro a última etapa do Circuito Mundial de Sevens Feminino de 2021. Mais um bom desempenho pode fazer a seleção brasileira terminar o ano em sua melhor posição no ranking.

Roteiro

Circuito Mundial de Sevens – Dubai 2021

Sexta-feira – 26/11 – Horário de Brasília

Brasil 21 x 26 França

Brasil 26 x 12 Espanha

Sábado – 27/11

Brasil 5 x 38 Austrália

Brasil 12 x 10 Estados Unidos

Brasil 21 x 22 – Grã-Bretanha (Disputa de 5º lugar)

França 40 x 0 Rússia (Disputa de Bronze)

Austrália 22 x 7 Fiji (Disputa de Ouro)

As convocadas

1- Luiza Campos (capitã) – 31 anos – Charrua (RS)

2- Raquel Kochhann – 29 anos – Charrua (RS)

3- Mariana Nicolau – 23 anos – São José (SP)

4- Isadora Cerullo – 30 anos – Niterói Rugby (RJ)

5- Marina Fioravanti – 28 anos – Band Saracens (SP)

6- Bianca Silva – 23 anos – Leoas de Paraisópolis (SP)

7- Thalia Costa – 24 anos – Delta Rugby (PI)

8- Aline Furtado – 26 anos – Rugby USP (SP)

9- Leila Silva – 25 anos – Leoas de Paraisópolis (SP)

10- Andressa Alves – 20 anos – Charrua (RS)

11- Marcelle Souza – 25 anos – Charrua (RS)

12- Gabriela Lima – 27 anos – Charrua (RS)

13 – Edna Santini – 29 anos – São José Rugby (SP)

14 – Cláudia Teles – 29 anos – Niterói Rugby (RJ)

Comissão técnica

Treinador – William Broderick

Manager – Dannielle Abreu

Preparador físico – Aristide Guerriero

Fisioterapeuta – Beatriz Rodrigo

Mike Lee/World Rugby
Mike Lee/World Rugby
Jogadoras e integrantes da comissão técnica após as partidas deste sábado


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jogando Juntos, em Regional

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.