Regional

Taubaté Vôlei vence em jogo prolongado e alcança mais uma final de Copa Brasil

O time superou o Campinas em uma das semifinais ao abrir 2 a 0 e depois desempatar no tie-break

Escrito por Jogando Juntos

11 FEV 2021 - 23H01

William Lucas/Inovafoto /CBV

O Taubaté Vôlei alcançou classificação à sua terceira final de Copa Brasil. Na noite desta quinta-feira, em partida com três horas de duração, começou fazendo 2 sets a 0 no Campinas, cedeu um empate por 2 a 2 e venceu no tie-break. Em seguida, esperaria o vencedor da outra semifinal para conhecer o adversário da decisão.

Jogando na noite desta quinta-feira (11/02), o time taubateano venceu o Vôlei Renata por 3 sets a 2 (parciais de 26×24, 25×21, 21×25, 26×28 e 15×12) na semifinal da Copa Brasil Masculina de Vôlei. A partida foi disputada na “bolha” montada no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em saquarema (RJ).

Com o resultado, o Taubaté se classifica para sua terceira final da história na Copa Brasil. A decisão será nesta sexta-feira, às 21h30. O adversário taubateano surgiria na segunda partida das semifinais, entre os mineiros Sada Cruzeiro e Minas.

O primeiro set começou muito equilibrado com os dois times se estudando bastante, e buscando o saque forçado. O EMS Taubaté Funvic encaixou bem o serviço e conseguiu impor um bom volume de jogo defensivo. O bloqueio também trabalhou bem. O Vôlei Renata manteve o jogo equilibrado sacando bem e aproveitando bolas de contra-ataque.

Da metade do set em diante o Taubaté cresceu muito no bloqueio e na defesa, e

conseguiu boas sequências no saque, abrindo vantagem. O Vôlei Renata cresceu nos pontos finais e, forçando bem o saque, chegou a empatar a partida em 22 a 22. O set seguiu ponto a ponto, com os dois times sacando forçado. Com melhor efetividade, o Taubaté fechou em 26 a 24, em 35 minutos.

O segundo set começou com o EMS Taubaté Funvic melhor em quadra. Com bom volume de jogo no sistema defesa/bloqueio, os taubateanos conseguiram criar muitas chances de contra-ataque e aproveitaram para abrir vantagem. O saque forçado entrou bem e complicou a recepção do time de Campinas, que cometeu mais erros no segundo set. O Taubaté manteve boa regularidade no serviço e também na defesa, encaminhando a vitória por 25 a 21, em 30 minutos.

O terceiro set começou com o Vôlei Renata melhor, sacando muito bem e crescendo no bloqueio. O time campineiro chegou a abrir três pontos de vantagem no começo do set. O Taubaté buscou a diferença e equilibrou as ações. O Vôlei Renata voltou a crescer no jogo defensivo e no saque, e abriu novamente vantagem no placar. Errando menos, o time de Campinas venceu o set por 25 a 21, em 33 minutos.

O quarto set começou novamente equilibrado e em clima bem tenso. O Vôlei Renata manteve o saque forçado, impondo pressão na recepção do Taubaté. Os taubateanos voltaram a apresentar bom volume defensivo e intensificaram a pressão no saque. Melhorando a efetividade de ataque, o EMS Taubaté Funvic chegou a abrir 18 a 15. O Vôlei Renata emplacou uma sequência de cinco pontos e virou para 20 a 18 e cresceu na reta final do set. O Taubaté não se entregou e chegou a ter um match point em uma passagem de Douglas Souza pelo saque. O Vôlei Renata cresceu no bloqueio e nos contra-ataques e fechou em 28 a 26, levanto o jogo para o Tie-Break.

No quinto e decisivo set o Taubaté passou a buscar mais o saque colocado, causando muita dificuldade à recepção do Vôlei Renata. O sistema bloqueio/defesa voltou a ser decisivo para o Taubaté, que teve mais volume de jogo nos momentos finais, e venceu por 15 a 12, fechando a partida em 3 sets a 2. O jogo teve duração total de 3 horas.

Competitividade

Um dos principais pontuadores do jogo foi o ponteiro Maurício Borges, do EMS Taubaté Funvic. Após o jogo ele falou desta importante vitória. “O resultado é mérito de toda a equipe, acho que nosso grupo passou por uma fase difícil com os desfalques, então está sendo um período de aprendizado, de retomada da condição técnica e tática ideais. Hoje essa vitória é de todos nós, mérito totalmente coletivo. Estamos buscando o nosso melhor, jogo a jogo, e hoje foi uma partida duríssima. Saímos de quadra muito felizes e confiantes para a final desta sexta-feira, e queremos trazer esse terceiro título para o Taubaté.

A final da Copa Brasil Masculina de Vôlei será disputada nesta sexta-feira (12/02), às 21h30 no CDV, em Saquarema (RJ). O jogo será transmitido ao vivo pelo canal por assinatura SporTV 2.

Os times

O Taubaté, do técnico Javier Weber, entrou com: Bruno Rezende, Maurício Souza, Maurício Borges, João Rafael, Lucão, Felipe Roque e o líbero Thales Hoss. Começaram no banco: Rapha, Douglas Souza, João Franck, Bruno Biella, Gabriel Cândido, Riad e o líbero Vitor Yudi.

O Campinas, do técnico Horacio Dileo, entrou com: Gonzalez, Michel, Renan, Vaccari, Barreto, Vissotto e o líbero Bello. Começaram no banco: Cristiano, Melqui, Nasser, Temponi, Pedro, Mossa, Angellus e Sérgio.

A dupla de arbitragem: Marcelo Ribeiro Leandro e Débora Regina Santos Silva.

A tabela

13.01 – Vôlei Renata (SP) 3 x 2 Vôlei UM Itapetininga (SP), às 19h30, no ginásio do Taquaral, em Campinas (SP) – (22/25, 18/25, 25/22, 27/25 e 15/12)

13.01 – Minas Tênis Clube (MG) 3 x 1 Azulim/Gabarito/Uberlândia (MG), às 19h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – (25/18, 25/15, 22/25 e 25/22)

20.01 – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 0 Montes Claros América Vôlei (MG), às 19h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG) – (25/16, 25/19 e 25/21)

15.01 – EMS Taubaté Funvic (SP) 3 x 0 Apan/Eleva/Blumenau (SC), às 19h, no Abaeté, em Taubaté (SP) – (25/15, 25/23 e 25/21)

Semifinal

11.02 (quinta-feira) – EMS Taubaté Funvic (SP) x Vôlei Renata (SP), às 19h, no CDV, em Saquarema (RJ) – SporTV 2

11.02 (quinta-feira) – Sada Cruzeiro (MG) x Minas Tênis Clube (MG), às 21h30, no CDV, em Saquarema (RJ) – SporTV 2

Final

12.02 (sexta-feira) – Vencedor do jogo 5 x Vencedor do jogo 6, às 21h30, no CDV, em Saquarema (RJ) – SporTV 2

A Copa Brasil tem a seguinte galeria de campeões: 2007 – Cimed EC (SC), em Joinville (SC); 2014 – Sada Cruzeiro (MG), em Maringá (PR); 2015 – EMS Taubaté Funvic (SP), em Campinas (SP); 2016 – Sada Cruzeiro (MG), em Campinas (SP); 2017 – EMS Taubaté Funvic (SP), em Campinas (SP); 2018 – Sada Cruzeiro (MG), em São Paulo (SP); 2019 – Sada Cruzeiro (MG), em Lages (SC) e 2020 – Sada Cruzeiro (MG), em Jaraguá do Sul (SC).

William Lucas/Inovafoto /CBV
William Lucas/Inovafoto /CBV
Felipe Roque tenta defender um ataque de Vaccari


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jogando Juntos, em Regional

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...