Por Conteúdo Estadão Em Noticias

BC da Turquia mantém juros em 19% ante avanço da inflação

O Banco Central da Turquia anunciou nesta quinta-feira, 17, que decidiu manter a taxa básica de juros em 19%. Em comunicado, a autoridade monetária citou a "forte" atividade econômica, mas ponderou que a alta nos custos de importação, dinâmicas de demanda e problemas na cadeia produtiva em alguns setores têm alimentado os riscos inflacionários.

A instituição caracteriza como "significativos" os efeitos da escalada da inflação a nível global nos mercados financeiros internacionais. Segundo a análise, embora a demanda externa permaneça aquecida, domesticamente ela desacelerou no segundo trimestre do ano, em meio ao agravamento do coronavírus no país.

Por outro lado, a entidade observa que o avanço da vacinação no país abre o caminho para a retomada dos setores de turismo e de serviços. Junto com a queda nas importações de ouro, esse movimento deve "acelerar a atual melhora no saldo da conta corrente". "O Banco continuará a usar de forma decisiva todos os instrumentos disponíveis na busca do objetivo principal de estabilização de preços", garantiu, na nota.

O BC turco é alvo de desconfianças do mercado desde o início do ano, quando o presidente da Turquia, Recep Tayip Erdogan, iniciou uma onda de demissões consideradas arbitrárias na autoridade monetária. De acordo com analistas, o objetivo é garantir a manutenção de uma política expansionista, para ajudar a conter a queda de sua popularidade. Em março, Erdogan destituiu o então líder do Banco, Naci Agbal, e nomeou Sahap Kavcioglu, ligado a seu partido.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.