Por Conteúdo Estadão Em Brasil

Alesp encerra sessão sem concluir votação sobre antecipação de feriado

O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), Cauê Macris (PSDB), encerrou às 4 horas desta sexta-feira, 22, a sessão extraordinária que iria apreciar as emendas ao projeto de lei, aprovado mais cedo, que antecipa o feriado estadual de 9 julho para a segunda-feira, 25. A decisão do tucano foi motivada pela falta de quórum. Uma nova sessão foi marcada para esta sexta, às 10 horas.

Sem a conclusão da votação das emendas, o projeto não poderá seguir para a sanção do governador João Doria (PSDB), de quem partiu a iniciativa de antecipar o feriado para tentar aumentar o isolamento social no Estado e diminuir a disseminação do novo coronavírus.

A antecipação foi aprovada na madrugada desta sexta por 47 votos a 5, após uma longa e acalorada discussão sobre o tema. Diversos parlamentares manifestaram preocupação com o possível aumento do fluxo de turistas para cidades do interior e do litoral por causa do feriado na segunda, o que poderia ampliar a contaminação.

Se o feriado na segunda for confirmado, a cidade de São Paulo completará uma folga de seis dias, já que a gestão municipal antecipou as comemorações de Corpus Christi (originalmente em 11 de junho) e da Consciência Negra (20 de novembro) para a quarta-feira, 20, e a quinta-feira, 21, respectivamente. Esta sexta-feira, 22, é um ponto facultativo na cidade.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.