Por Conteúdo Estadão Em Mundo

Diretriz para uso de máscaras nos EUA causa confusão e autoridades reagem

Autoridades de saúde pública dos Estados Unidos tentaram resolver neste domingo uma confusão sobre as novas diretrizes para o uso de máscaras no país. As regras atualizadas foram divulgadas pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

Na quinta-feira, 13, o CDC sugeriu que pessoas totalmente vacinadas, 14 dias após a segunda dose do imunizante, poderiam "voltar a fazer o que faziam antes da pandemia", sem a necessidade de usar máscara protetora.

A orientação pegou muitas empresas e governos locais desprevenidos, e os formuladores de políticas e companhias até agora adotaram abordagens díspares para aplicar a nova recomendação.

"Esta não é uma permissão para a remoção generalizada de máscaras", disse hoje a diretora do CDC, Rochelle Walensky, à ABC.

As autoridades de saúde disseram que foram encorajadas por pesquisas que mostram que é extremamente improvável que pessoas vacinadas transmitam o vírus a outras pessoas, mesmo que tenham infecções assintomáticas ou leves.

"Estamos vendo que é muito improvável que uma pessoa vacinada, mesmo que tenha uma infecção séria, a transmita para outra pessoa", disse à CBS o infectologista Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias Infecciosas e consultor de saúde do governo Joe Biden.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.