Por Conteúdo Estadão Em Mundo

Visco: clima está sendo considerado em revisão da política monetária do BCE

Membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE), Ignazio Visco afirmou que as mudanças climáticas estão sendo consideradas na revisão da política monetária da autoridade, reforçando o coro para a importância do tema e o papel dos bancos centrais. Tal missão, em sua visão, é desafiada pela falta de metodologias globais e de informações quanto as riscos relacionados ao clima, que precisam ser aprimoradas tanto sob a ótica da qualidade como da quantidade.

"A tarefa das autoridades de supervisão é complicada pelo fato de que ainda não existe uma metodologia amplamente aceita para avaliar os riscos relacionados ao clima e verificar se as instituições financeiras levam esses riscos em consideração na hora de emprestar", disse Visco, durante conferência internacional sobre o clima, promovida pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS).

Em relação à política monetária, ele afirmou que as mudanças climáticas e a transição para uma economia de zero emissões de carbono afetam os "canais de transmissão", determinando as tendências de crescimento de variáveis-chave. A saída, em sua visão, é a integração de variáveis do clima e de sustentabilidade nos modelos macrofinanceiros.

De acordo com Visco, o papel das alterações climáticas na política monetária atualmente é considerado no âmbito da revisão da estratégia do BCE. "Devemos ser prudentes na utilização ativa de nossos instrumentos de política monetária para esse fim, considerando cuidadosamente os custos e benefícios de nossas ações no que se refere à eficácia do mecanismo de transmissão e os efeitos sobre a atividade econômica e as emissões de carbono", acrescentou.

Para ele, o papel dos BCS é "multifacetado" no que tange as mudanças climáticas. "Os bancos centrais podem liderar o mercado pelo exemplo, divulgando a sua exposição ao clima e as metodologias utilizadas para integrar os riscos climáticos nas práticas de investimento e gestão de risco das suas carteiras", sugeriu, mencionando ações do Banco Central da Itália, do qual é presidente.

Visco encerrou o último dia da conferência virtual do BIS, que reuniu especialistas para debater as mudanças climáticas e eventuais ações de combate por parte do setor financeiro ao redor do globo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.