RMVale

Caoa Chery recusa proposta do MPT para trabalhadores da fábrica de Jacareí

Nova audiência de mediação foi realizada na segunda-feira (23), em resposta ao encontro da sexta-feira passada (20)

Escrito por Ana Lígia Dal Bello

24 MAI 2022 - 09H24

Divulgação/Roosevelt Cássio/SindmetalSJC

A Caoa Chery recusou a proposta do MPT (Ministério Público do Trabalho) e fez contraproposta de indenização individual de sete a 15 salários, conforme tempo de trabalho na empresa. A extensão do plano de saúde e odontológico seria mantida pelo período da indenização de cada trabalhador.

A nova audiência de mediação foi realizada na segunda-feira (23), em resposta ao encontro da sexta-feira passada (20).

De acordo com o MPT, a montadora concordou em priorizar a contratação dos trabalhadores desligados quando iniciar a produção de carros elétricos, assim como treinar a mão de obra. Com relação a garantir estabilidades legais no emprego, a Caoa Chery recusou a estabilidade de cipeiros, “a não ser que continue precisando de Cipa diante do número de trabalhadores que permaneçam na empresa”.

O Sindicato dos Metalúrgicos pretende fazer uma contraproposta no prazo de 24 horas.

Na semana passada, sindicato, MPT e representantes da Chery se reuniram para ouvir a proposta do Ministério Público do Trabalho, que consistiu no pagamento de indenização individual correspondente a até 20 salários, entre outros benefícios.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ana Lígia Dal Bello, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.