Por Samuel Strazzer Em RMVale Atualizada em 01 JUN 2021 - 16H05

Morre menina de 2 anos que foi picada por escorpião em Monteiro Lobato

Maria Vitória teve morte encefálica; ela estava internada há oito dias em São José dos Campos

Arquivo Pessoal / Andréia Fernanda
Arquivo Pessoal / Andréia Fernanda

A menina, de 2 anos, que foi picada por um escorpião em Monteiro Lobato recebeu o diagnóstico de morte encefálica nesta terça-feira (1). Ela havia sido picada no dia 24 de maio e estava internada em São José dos Campos desde então. A informação da morte foi confirmada pela família da criança.

Enquanto estava no hospital, Maria Vitória enfrentou diversas paradas cardiorrespiratórias, miocardite (inflamação em um músculo do coração), inflamação em diversos órgãos, teve água no pulmão – que foi drenada por um cateter –, também precisou fazer diálise, pois os rins estavam fracos.

No último sábado (29), os médicos informaram a mãe que Maria estava com boa pressão e saturação de oxigênio no sangue. A febre dela também cessou. Contudo, o quadro dela ainda era instável e grave.

Ainda no sábado, os médicos retiraram o sedativo para que a menina acordasse, mas isso não aconteceu. No domingo (30), os médicos identificaram que os olhos de Maria não reagiam a luz.

A partir disso, foram realizados quatro exames diferentes que constataram, nesta terça-feira, o diagnóstico de morte encefálica. Segundo o que os médicos informaram à família, o cérebro da menina foi muito agredido por conta das paradas cardiorrespiratórias.

“Nossa Maria lutou lindamente pela vida. Foi uma guerreira e nos ensinou muito, nos aproximou de Deus, nos uniu, foi uma VITORIOSA. E não deixa de ser um milagre, ela está nos braços do Pai”, disse a tia.


Entenda o Caso

Andréia Fernanda, de 30 anos, contou que estava em casa com o enteado, de 5 anos, e com Maria Vitória. Ela havia acabado de dar banho na menina, colocou roupa e o sapato. Maria logo saiu em direção a sala e a mãe ficou no quarto para dobrar outras roupas. Nesse instante, Andréia escutou um grito da filha.

“Ela chegou na sala e já chorou e caiu no chão. Cheguei pra pegar ela, ela não conseguia colocar o pé no chão e já reclamou de dor. Tirei na hora o sapato pra ver se não tinha nada. Olhei o pezinho dela, tirei os dois sapatos e logo já começou a crise dela vomitar bolas de catarro. Eu corri pro médico em Monteiro, de lá já me encaminharam pro UPA do Alto da Ponte [São José dos Campos] onde foi medicada, só que até então não sabia o que que era exatamente”, conta Andréia.

Em seguida, Maria Vitória foi levada para o Hospital da Vila Industrial de São José. A mãe afirma que suspeitava que era picada de algum animal, mas não sabia exatamente qual. Os médicos analisaram o quadro clínico de Maria e disseram que poderia ser picada de escorpião.

“Eu sabia que era picada de alguma coisa pela forma que eu socorri ela, só que eu não vi exatamente o que foi. [...] onde eu moro tem escorpião. Logo após me encaminharam pra cá [hospital da Vila Industrial], deram duas doses do antídoto de escorpião, na segunda dose ela começou a reagir e começou a reagir aos medicamentos”, diz a mãe.

Moradores de Monteiro Lobato criaram um grupo no WhatsApp para fazer uma corrente de oração por Maria Vitória.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Samuel Strazzer, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.