arara_resgatada_sjc

Animais foram resgatados na tarde deste domingo (29)

Divulgação/PolíciaAmbiental



A Polícia Ambiental resgatou, na tarde deste domingo (29), diversas aves que estão ameaçadas de extinção, em São José dos Campos.
O criador dos animais foi multado e responderá por crime ambiental.


O local foi descoberto após os policiais receberem uma denúncia anônima de aves mantidas em cativeiro de maneira ilegal. O bairro onde esses animais eram mantidos não foi informado pela polícia.

Durante a ação, os policiais encontraram três araras-canindé, um papagaio-do-peito-roxo, um periquito Maracanã e um Maracanã Nobre, além de três jabutis. Todos os animais foram resgatados.

De acordo com a polícia, a arara-canindé tem penas com as cores da bandeira brasileira e em outras regiões é chamada de arara-amarela ou arara-de-barriga-amarela. Já o papagaio-de-peito-roxo chega a medir até 35 centímetros, com longevidade de 30 anos, encontra-se na lista dos animais ameaçados de extinção devido à caça para contrabando e destruição do habitat.

O homem que mantinha esses animais em cativeiro foi multado em R$ 50.200 e responderá por crime ambiental. Os animais foram encaminhados para um Centro de Reabilitação na região.