Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

A demanda por entretenimento é infinita, diz gerente-geral da HBO Max

A HBO Max chega ao Brasil em 29 de junho com a promessa de oferecer entretenimento para toda a família. Estarão na plataforma desde as séries mais ousadas da HBO até os desenhos da Looney Tunes, passando por Friends e The Big Bang Theory, filmes recém-saídos dos cinemas, sagas populares como Harry Potter e O Senhor dos Anéis, clássicos como Casablanca e O Mágico de Oz, produções originais e locais e até futebol - serão exibidos ao vivo os jogos da próxima Champions League. Há produtos das marcas HBO, WarnerBros., Max Originals, DC e Cartoon Network.

É uma programação robusta, que promete chegar a 15 mil horas em breve. Desembarca no País quando já há outras plataformas estabelecidas, como Netflix, Amazon Prime Video, Disney+, Paramount+, Apple TV+, além dos serviços que oferecem filmes mais independentes e de autor. "Não estamos nervosos", disse Luis Durán, gerente-geral da HBO Max na região, em entrevista ao Estadão, logo após o anúncio oficial ontem, por videoconferência. "Não digo que temos um serviço superior, mas certamente relevante e acessível para o mercado. No fim das contas, a demanda por entretenimento é infinita."

A plataforma vai transmitir jogos de futebol da Liga dos Campeões, ao vivo, no Brasil. Além do futebol, um diferencial da HBO Max é a estreia de longas da Warner Bros. meros 35 dias após o lançamento nos cinemas brasileiros. Entre os títulos, estão Em um Bairro de Nova York, baseado no primeiro musical de Lin-Manuel Miranda (de Hamilton); Space Jam: Um Novo Legado, com LeBron James; Esquadrão Suicida, dirigido por James Gunn; e Duna, de Denis Villeneuve. Ainda em 2021, estarão disponíveis na plataforma filmes recentes como Tom & Jerry, Mortal Kombat, Godzilla vs. Kong e Judas e o Messias Negro (Oscar de ator coadjuvante para Daniel Kaluuya).

A plataforma também tem seus próprios originais, começando por The Flight Attendant, estrelada por Kaley Cuoco; Genera+ion, série sobre sexualidade na adolescência hoje; e a ficção científica Raised by Wolves, produzida por Ridley Scott, que também dirige os dois primeiros episódios. Todos estarão disponíveis já no lançamento, assim como os reality shows e documentais Selena + Chef; com Selena Gomez, e Friends: The Reunion (mais informações nesta página), especial de 104 minutos que junta os atores da icônica série - que, aliás, vai estar disponível com exclusividade no serviço. Em breve, haverá também a continuação de Sex and the City e a refilmagem de Gossip Girl.

Há planos também de investimento maciço em produções originais locais, com cem atrações planejadas para os próximos dois anos, sendo 33 já em andamento. Entre elas, estão as brasileiras Os Ausentes, sobre uma agência que procura pessoas desaparecidas; Pop Divas, uma competição apresentada por Pabllo Vittar e Luísa Sonza; e a série documental PCC - O Poder Secreto. Do México, vêm Bunker e As Bravas. A Argentina contribui com Dias de Gallos e Bilardo, entre outras. "É uma oportunidade de trazer certos sabores ao serviço e também uma chance de contar histórias locais de maneira universal", disse Durán.

A HBO Max está sendo lançada agora no Brasil e outros 38 territórios na América Latina e Caribe; até o fim do ano, chegará a mais 21 países da Europa. "Cada produção que entregamos no Brasil ou no México serão assistidas em todo o mundo", disse Durán. "Vivemos em um novo mundo em que Hollywood não é tudo. Dois anos atrás eu estava morando em Dubai, e na Arábia Saudita todos estavam vendo La Casa de Papel, uma série espanhola. É uma grande oportunidade de levar nossas histórias para o mundo", completa. Também haverá espaço para produções de outras regiões, como a espanhola Veneno e a israelense Valley of Tears.

O catálogo também é um dos fortes da HBO Max. Na programação estão longas da DC como Mulher Maravilha e clássicos do cinema como Cantando na Chuva. Para as crianças, há os desenhos Looney Tunes, Hanna-Barbera e Cartoon Network, incluindo Hora da Aventura: Terras Distantes, Patrulha Canina e As Meninas Superpoderosas.

Todo o catálogo da HBO também estará na plataforma, de Sex and the City e Família Soprano a Game of Thrones e Mare of Easttown. Os assinantes da HBO nos serviços por assinatura terão acesso à HBO Max sem custo adicional - por enquanto, o acordo já foi fechado para clientes Claro, Oi, Tim e Vivo. Quem tem HBO Go vai migrar para a HBO Max, já que o serviço anterior vai ser descontinuado. Durán sabe das dificuldades de navegação que muitos usuários da HBO Go costumam ter. "É importante dizer que a HBO Max é uma plataforma inteiramente nova, em termos de interface, de infraestrutura e até das equipes envolvidas."

O serviço estará disponível em smartphones, tablets, smart TVs, dispositivos de streaming compatíveis e pelo site HBOMax.com. São dois tipos de plano: Mobile, para acesso por smartphones e tablets, e Multitelas, com três usuários simultâneos, cinco perfis personalizados, downloads de conteúdo e vídeo em alta definição. O primeiro custa R$ 19,97, e o segundo, R$ 28. Mas os preços caem para R$ 18,37 e R$ 25,06 mensais para quem assinar por três meses, e R$ 14,21 e R$ 20,07 para quem se comprometer por um ano.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.