Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Bahia perde por 4 a 2 do Montevideo City e ambos estão fora da Sul-Americana

Além de ver o Independiente-ARG vencer o Guabirá-BOL por 1 a 0, terminar na liderança do Grupo B com 14 pontos e se classificar para às oitavas de final da Copa Sul-Americana, o Bahia não teve, nesta quarta-feira, uma boa noite. Mesmo jogando em casa, no Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA), o Bahia se despediu da competição com uma derrota por 4 a 2 para o Montevideo City Torque-URU, em uma partida bem movimentada com três expulsões e seis gols.

Com o resultado, o time uruguaio terminou a fase na segunda posição com 11 pontos ganhos e, também está eliminado, afinal apenas o líder de cada chave avança para o mata-mata. Já o Bahia, que fez uma campanha de duas vitórias, dois empates e duas derrotas, ficou em terceiro com oito pontos ganhos. Agora, foca na estreia da elite do Brasileirão, que já acontece no próximo final de semana - sábado, em casa, diante do Santos.

O Bahia começou fazendo pressão na área adversária e abriu o placar logo no primeiro ataque. O goleiro Guruceaga saiu jogando errado e acabou mandando nos pés de Thaciano, que cruzou na área e encontrou Thonny Anderson que só teve o trabalho de completar para o fundo das redes. Apesar do gol, o duelo ficou equilibrado no meio-campo e em um contra-ataque, o Montevideo City deixou tudo igual.

Aos 24 minutos, Pizzichillo aproveitou um lançamento longo, dominou na entrada da área e soltou o pé, em um chute indefensável para Mateus Claus. Após o empate, o Bahia se complicou ainda mais, ao ter o lateral-esquerdo Matheus Bahia expulso por levar o segundo cartão amarelo. Com um jogador a mais, o time uruguaio aproveitou o espaço e virou o placar aos 38. José Álvarez encontrou Scotto, que bateu na saída do goleiro, fechando o primeiro tempo em 2 a 1 para os visitantes.

Na volta do intervalo, o Bahia não perdeu tempo e com mais um gol logo no primeiro minuto, deixou tudo igual no placar. Daniel lançou Nino Paraíba, que livre de marcação, invadiu a área e bateu para o gol. Mas quando ainda estava animado pelo segundo gol, o time brasileiro teve mais um jogador expulso: o zagueiro Conti que acabou dando uma cotovelada no adversário.

A partir daí, o ritmo da partida caiu um pouco e ao invés de aproveitar a vantagem numérica com dois jogadores a mais em campo, o Montevideo City também teve um jogador expulso. Mesmo longe do gol, o goleiro Guruceaga aplicou um carrinho em Juninho Capixaba e foi outro que foi para o banho mais cedo.

Mesmo assim, o time uruguaio não sossegou e depois de ver o Bahia perder uma boa chance com Maycon Douglas, conseguiu chegar à virada mais uma vez. Aos 31, Rak foi avançando desde o meio-campo e cruzou na área. Guzmán escorou e deixou o gol vazio para Allende cabecear para o fundo das redes. Nos minutos finais, o time uruguaio ainda fez mais um, dessa vez com Guzmán e fechou o placar em 4 a 2.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.