Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Seleção brasileira roda o elenco e vence segundo amistoso contra a Venezuela

Com mudanças na escalação, a seleção brasileira masculina voltou a vencer a Venezuela neste sábado, em amistoso realizado no Rio de Janeiro. O auxiliar Carlos Schwanke, no comando até a volta do técnico Renan Dal Zotto, que se recupera da covid-19, aproveitou para rodar o time no segundo dos três amistosos e o Brasil novamente ganhou do adversário sul-americano por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/18 e 25/17.

Leal, Mauricio Borges, Flavio, Alan e Maique, que não tinham entrado em quadra na sexta-feira, começaram jogando a partida neste sábado. Cachopa e Mauricio Souza completaram o time titular. Outros atletas também ficaram mais tempo na partida, como os ponteiros João Rafael e Vaccari, e o oposto Felipe Roque, eleito o melhor em quadra em votação popular.

O objetivo de rodar o elenco é dar ritmo a todos os atletas para a Liga das Nações, principal desafio do Brasil antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A Venezuela, que assim como o Brasil também está classificada para a Olimpíada, manteve a mesma formação nos dois jogos da série de amistosos.

"A gente veio na proposta de rodar mais o time, todo mundo ter uma rodagem, aproveitar um pouquinho o jogo. Hoje foi minha vez. Acho que ainda estou me encaixando com o Cachopa, algumas bolinhas, mas é só crescendo agora, evoluindo a cada dia. Ontem o saque entrou, foi uma sequência bem bacana, consegui ajudar bastante a equipe no começo do set. Hoje, se o saque não foi tão bom, eu pude ajudar em outras questões. Isso que é importante, ajudar a equipe no que eu puder", afirmou Felipe Roque.

Para Vaccari, estreante na seleção, o apoio que ele tem recebido de torcedores vem ajudando a passar o nervosismo. "Na estreia, o friozinho na barriga é um pouco maior. A gente vai se adaptando com quem está aqui do lado. Mas a torcida também incentiva muito a fazer, cada vez mais, o nosso melhor. É muito bom. E estar aqui dentro com a amarelinha, azulzinha hoje, é sensacional", disse o ponteiro.

A seleção brasileira fez novamente uma partida consistente, foi superior em relação ao rival sul-americano, teve bom aproveitamento nos saques, especialmente nas passagens de Leal, e fechou o jogo no Rio de Janeiro com tranquilidade. As duas seleções voltam a se enfrentar neste domingo, às 10h.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.