Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Acqua Vero vai à Justiça contra multa da XP

O escritório de agentes autônomos Acqua Vero ingressou com uma ação no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para questionar o valor da multa de R$ 134 milhões cobrada por quebra de contrato pela XP, apurou o Estadão/Broadcast. A Acqua Vero se desligou da XP no último dia 17. O escritório estava entre os maiores da corretora, com R$ 8,5 bilhões sob custódia.

Em comunicado, a Acqua Vero, que saiu da XP para se associar ao BTG Pactual, considera que sua antiga casa não agiu corretamente no período de "aviso prévio", implicando em prejuízos para o escritório. Por isso, questiona o valor da multa, que deveria ter sido paga ontem.

A companhia cita, em nota, ter sofrido "assédio aos sócios e assessores vinculados ao escritório, oferecendo valores fora da realidade de mercado para impedir que as pessoas acompanhassem o movimento da Acqua-Vero".

Para se proteger financeiramente, que agora será decidida na Justiça, a Acqua Vero contratou seguro garantia, tendo os sócios como avalistas. O valor de tal seguro, afirmaram fontes, supera o valor da multa.

Procurada, a XP não respondeu até o fechamento desta edição.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.