Brasil

Brasil assume a presidência temporária do G20

Desafios serão as guerras, questões climática e Putin

Escrito por Meon

01 DEZ 2023 - 09H46 (Atualizada em 01 DEZ 2023 - 10H15)

Divulgação

Nesta sexta-feira (1), o Brasil assume a presidência temporária do G20, grupo que reúne as 19 principais economias do mundo, a União Europeia e, a partir deste ano, a União Africana. Durante o mandato de um ano, o presidente Lula terá que lidar com temas complexos na política internacional, que vão desde o combate à fome, questões climáticas, sustentabilidade, transição energética, até os conflitos entre Rússia e Ucrânica e Israel e Hamas.

+ Leia mais notícias do Brasil

+ Receba as notícias do Meon pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/GrkfVyt9TgB5kzD9FiFMzi

Há também uma questão pontual sobre a cúpula, prevista para ocorrer em 18 e 19 novembro de 2024, com os representantes desses países. No evento, deve constar a participação do presidente russo, Vladimir Putin, mas sua presença é incerta. O mandatário é alvo de um mandado de prisão do Tribunal Penal Internacional por crimes de guerra e se recusou a participar presencialmente da cúpula do G20 na Índia, em setembro deste ano, participando virtualmente. Lula já disse que, se Putin vier ao Brasil, ele não será preso.

No primeiro ano de sua gestão, o petista fez 15 viagens internacionais e tem criticado continuamente a chamada governança global, incluindo tanto órgãos como o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas quanto o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional. O petista cobra uma renovação do modelo de participação e decisão em órgãos da Organização das Nações Unidas (ONU), por exemplo.

Na semana passada, o presidente Lula instalou a Comissão Nacional do G20, da qual fazem parte, além dele, os 39 autoridades, entre ministros, presidentes da Câmara, Senado e Banco Central.

"Possivelmente esse será o mais importante evento internacional que nós iremos organizar”, disse durante o evento. “A gente vai ter uma reunião histórica no País, que espero que possa tratar de assuntos de que nós precisamos parar de fugir, e tentar resolver os problemas. Não é mais humanamente explicável o mundo tão rico, com tanto dinheiro atravessando o Atlântico, e haver tanta gente ainda passando fome”, afirmou.

Com a realização de eventos do G20 ao longo do ano que vem no Brasil, o presidente fará mais viagens pelo País para acompanhar a execução de obras. No ano de 2024, é importante a movimentação de Lula pelo Brasil por conta das eleições municipais.

Ao longo do mandato brasileiro à frente do G20, estão previstas ao menos cem reuniões dos grupos de trabalho de diferentes áreas, como economia, Justiça, meio ambiente, saúde. Os encontros acontecerão presencialmente em cidades-sedes das cinco regiões e virtualmente.

No fim da tarde de hoje, será feita uma projeção no Museu da República, em Brasília, com as principais mensagens da Presidência brasileira do G20: combate à fome, pobreza e desigualdade; desenvolvimento sustentável (econômico, social e ambiental) e reforço da governança global.

G20

O grupo é formado pelos seguinte membros: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia, União Europeia e União Africana, que recebeu status de membro na Cúpula de Nova Delhi, em setembro. O G20 responde por cerca de 85% do PIB mundial, 75% do comércio internacional e 2/3 da população mundial.

Fonte: Terra

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...