Por Conteúdo Estadão Em Brasil

Lançamento do crédito imobiliário com IPCA depende de aval do BC, diz Caixa

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que o banco pretende lançar uma modalidade de crédito imobiliário atrelado ao índice de inflação (IPCA) nas próximas semanas, mas que ainda depende de aval do Banco Central para fazê-lo. "O crédito imobiliário com base no IPCA mais alguma taxa pode reduzir de 30% a 50% a prestação da casa própria", disse ele, em entrevista à rádio CBN.

De acordo com Guimarães, a modalidade não será mais alta que a praticada atualmente, que usa como referência a taxa referencial (TR) mais um porcentual.

A diferença entre o IPCA e a TR, conforme Guimarães, será mais do que compensada pela diferença no acréscimo ao índice de inflação. "Enquanto hoje é TR mais 8%, 9%, na nova modalidade será IPCA, que está em 3%, 4% mais uma taxa de 4,0% a 4,5% como base", explicou o executivo.

Guimarães disse ainda que, do ponto de vista da venda dos recebíveis gerados a partir da carteira de crédito imobiliário do banco, que lidera o segmento com 70% de Market share, o mercado demonstra mais apetite por operações corrigidas por IPCA do que por TR.

Isso porque, conforme ele, a TR é corrigida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), mas não tem uso racional. "Hoje, a TR está em 0%, mas já foi 8%. Não se controla a TR", acrescentou.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...