Por FolhaPress Em Brasil

Lasier Martins, candidato ao Senado, critica distribuição de cargos e emendas para favorecer governistas

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Candidato à presidência do Senado, Lasier Martins (Podemos-RS) criticou o uso de recursos públicos para impulsionar a campanha de aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na corrida pelo comando do Congresso.

"O governo vai controlar a pauta do Senado Federal. Alguém tem dúvidas disso?", discursou Martins. O senado Rodrigo Pacheco (DEM-MG), apoiado por Bolsonaro, é favorito na disputa.

Martins contestou a distribuição de emendas e cargos públicos a parlamentares alinhados com os candidatos do governo. Na Câmara, o líder do centrão, Arthur Lira (PP-AL), também é o favorito e teve a ajuda de integrantes do governo.

O senador, apesar de reconhecer o favoritismo de Pacheco, disse que a interferência do governo gera uma desigualdade na eleição, pois destina dinheiro para uma candidatura e não atua da mesma forma para outras.

"A voracidade desses que estão recebendo cargos é uma voracidade ilimitada", declarou Martins.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por FolhaPress, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...