Por Conteúdo Estadão Em Brasil

Prefeitura do Rio antecipa calendário de vacinação da população contra covid

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), anunciou nesta sexta-feira, 4, uma antecipação do calendário de imunização da população da cidade por faixa etária contra a covid-19. O município vacinará na próxima semana os moradores de 57 anos a 54 anos de idade, além de profissionais da educação básica (apenas em 9 de junho).

Trabalhadores de ensino superior e profissionalizante serão vacinados na semana seguinte, em 16 de junho. Também estão sendo vacinados os trabalhadores portuários e de transporte aéreo, em seus respectivos trabalhos, no Porto do Rio e no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, o Galeão.

Nesta última semana, a prefeitura tinha separado três dias de vacinação para cada ano de idade para a população em geral, mas agora decidiu acelerar a imunização, vacinando todos os moradores de uma mesma idade em apenas um dia, sendo as mulheres pela manhã e os homens à tarde.

Mais cedo, em entrevista coletiva, Eduardo Paes disse que o fornecimento de vacinas tem sido regular, especialmente das remessas fornecidas pela Fiocruz, de doses da Astrazeneca. "Não é impossível acelerar esse processo (de vacinação da população)", disse Paes à imprensa pela manhã. "A gente foi até conservador (no calendário), três dias para cada idade", apontou.

O prefeito anunciou a mudança no calendário de imunização em suas redes sociais no início da tarde desta sexta-feira. O avanço da vacinação da população contra a covid-19 no Rio de Janeiro tem reduzido a proporção de idosos hospitalizados. No entanto, ainda há 1.300 pessoas internadas simultaneamente pela doença.

O município já encerrou a vacinação dos grupos prioritários, e 2.229.647 de pessoas já foram vacinadas com a primeira dose, o equivalente a cerca de 42% da população adulta. A segunda dose da vacina já foi aplicada em 965.331 moradores da cidade.

Às vésperas de sediar a Copa América, o município do Rio de Janeiro permanece sob alto risco de contágio por covid-19, segundo o 22º Boletim Epidemiológico da Covid-19, divulgado nesta sexta-feira pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). As medidas restritivas em vigor na cidade foram prorrogadas até o dia 14 de junho. Entre elas está a proibição de público em estádios durante partidas de futebol.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.