Carnaval 2024

Saiba como surgiu o Banho da Dorotéia, tradição do Carnaval de Ilhabela

Vários blocos participam da programação

Escrito por Meon

12 FEV 2024 - 10H30

Divulgação/Prefeitura de Ilhabela

No Carnaval de 1922, na cidade de Santos, um grupo de amigos formou o bloco Pé no Fundo. Após o desfile de rua, com fantasias de papel crepom, eles iam tomar banho de mar. No ano seguinte, um grupo de jovens de outro clube local encenava um casamento, no qual a mãe da noiva corria pelas ruas da cidade atrás do noivo e o jogava no mar. Nascia o Casamento da Dorotéia.

+ Leia mais notícias do Litoral Norte

+ Receba as notícias pelo Canal do Meon no WhatsApp

A brincadeira era realizada no domingo que antecedia o Carnaval e os homens participam vestidos de mulher.

Trazido para Ilhabela nos anos 50, inicialmente o evento era um entretenimento para os hóspedes do hotel Maembipe e se chamava “Banho da Gerarda”. Para aproveitar o último dia de Carnaval, a folia reunia vários blocos, que iniciavam os desfiles ao meio-dia.

A tradição das roupas de papel crepom e o banho de mar à fantasia se espalhou e o banho de mar passou a ser chamado de Banho da Dorotéia, em homenagem a festa que acontecia em Santos.

O desfile se popularizou e muitas famílias de moradores e de turistas participam desta festa tradicional que, em Ilhabela, encerra o feriado de Carnaval.

“O Banho da Dorotéia é uma tradição da cidade, o momento mais gostoso do nosso carnaval. Este ano, teremos esta folia distribuída no Portinho, Praia Grande, Perequê e Vila, para fomentar ainda mais toda a nossa programação do Carnaval, a maior festa popular do Brasil”, disse o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci.

Programação Banho da Dorotéia

Na segunda-feira (12), o Banho da Dorotéia tem como palco a Praia do Perequê, às 14h.Na terça-feira de Carnaval (13), o Banho da Dorotéia será na Vila, às 14h.

Irão ajudar a colorir o Centro Histórico os blocos Banda das Bonitas (14h), Picolé de Cachaça (14h45), Velhos Marinheiros (15h30), Pé na Jaca (16h15) e Tirando a Kraca (17h).

A história dos blocos do Banho da Dorotéia:

Bloco Banda das Bonitas

Tema 2024: Transformação

Concentração: 13h na Praça Cel. Julião (fantasia gratuita no local)

Desfile: 14h

Há 20 anos como bloco oficial, sempre premiado, o Bloco Banda das Bonitas vai abrir o Banho da Dorotéia este ano. A concentração está marcada para as 13h na praça Cel. Julião de Moura Negrão, na Barraca do Samba, na Vila, e os adereços de papel podem ser adquiridos gratuitamente.

Picolé de Cachaça

Tema 2024: Pedrita e Bambam (Flinstones)

Concentração: 12h na Praça Cel. Julião (comprar fantasia no local)

Desfile: 14h45

“Tudo começou como uma brincadeira de amigos, até decidirmos partir para a competição. Esse é o primeiro ano que estamos vindo com a intenção de ganhar mesmo”, disse o presidente do bloco, Flavinho Maia dos Reis, que acredita que este ano vai ser bastante divertido.

Os Velhos Marinheiros

Tema 2024: Homenagem ao saudoso Guilherme Wenceslau Cyrillo (Gui), filho da presidente do bloco, Ivete Wenceslau.

Concentração: 14h – Praça Cel. Julião, Barraca do Samba (compre a fantasia no local).

Desfile: 15h30

“No Banho da Dorotéia, vim brincar o carnaval. Com os Velhos Marinheiros, fica legal! Só de lembrar, me faz sorrir. Quanta saudade, meu amigo Gui”. Assim irão brincar o Carnaval os integrantes do bloco, que marca presença no Banho da Dorotéia desde os anos 1970 (quando era organizado no Hotel Ilhabela).

Pé na Jaca

Tema 2024: Aniversário de 25 anos do Pé na Jaca

Concentração: Barraca do Samba, a partir das 13h

Desfile: 16h15

O Bloco Pé na Jaca está completando 25 anos de vida. Nasceu em 1998/1999 da fusão dos blocos Futebol das Bonitas e Unidos do Bajar. Tudo começou com um grupo de amigos, que decidiu formar o então Grêmio Recreativo Escola de Samba Sociedade Lítero Etílico Musical Unidos do Pé na Jaca, um bloco irreverente, animado e um dos mais divertidos a desfilar no tradicional Banho da Dorotéia no Carnaval.

Tirando a Kraca

Tema 2024: Balsa

Concentração: 15h – Rua Dr. Carvalho, 186

Desfile: 17h

O bloco “Tirando a Kraca” foi criado em 1993 com o objetivo de dar continuidade a uma tradição vinda do início dos anos 60, quando a matriarca da família Cardial, Cristina, comandava o chamado “Bloco da Padaria”. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Carnaval 2024

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...