Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Juros: PPI e IBC-Br têm efeito limitado e taxas recuam com melhora no exterior

O mercado de juros recuam nesta manhã, buscando correção da alta de ontem, em meio à melhora do humor no exterior, com recuo dos juros dos Treasuries longos. Segundo traders, a reação é limitada ao IBC-Br de março melhor que o esperado e ao índice de preços ao produtor (PPI) dos Estados Unidos com alta acima da estimativa.

O IBC-Br caiu 1,59% em março ante fevereiro, menos do que a estimativa de queda de 3,30%. O PPI subiu 0,6% em abril ante março, bem acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam aumento de 0,3%. Agora o investidor aguarda pelo leilão de títulos do Tesouro (11h), cuja oferta será conhecida por volta das 10h30.

Às 9h46 desta quinta-feira, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 caía a 8,79%, de 8,86% no ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2023 estava em 6,67%, de 6,74% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2022 marcava 4,87%, de 4,91% no ajuste da véspera. O juro da T-note de 10 anos caía para 1,678%, de 1,692%. O dólar à vista recuava 0,50%, a R$ 5,2788.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.