Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Promover aperto monetário agora seria prematuro e um risco à recuperação, diz BCE

O Banco Central Europeu (BCE) deve garantir que a sua política monetária siga amparando a recuperação da economia da zona do euro, e um aperto das condições financeiras agora seria prematuro e poderia arriscar a retomada da atividade na região, afirmou a presidente da instituição, Christine Lagarde, em discurso ao Parlamento Europeu nesta segunda-feira, 21. Ainda sobre a política monetária, ela disse que a experiência do BC europeu com a adoção de taxa de juro negativa tem sido "positiva", e os benefícios superam os riscos.

"Temos evidências claras de que o corte da taxa de depósito abaixo de zero proporcionou estímulo econômico adicional, pois contribuiu para taxas de empréstimo mais baixas a empresas e famílias", avaliou a dirigente.

Lagarde também defendeu o Programa de Compras Emergenciais da Pandemia (PEPP, na sigla em inglês) e as Operações de Refinanciamento de Prazo Mais Longo Direcionadas (TLTROs), medidas adotadas pelo BCE.

Segundo ela, essas ferramentas devem elevar o Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro em 1,8 ponto porcentual e a inflação em 1,2 ponto, entre 2020 e 2023.

Espaço para redução

Christine Lagarde afirmou ainda durante a audiência no Parlamento Europeu nesta segunda-feira, que as taxas de juros na zona do euro não estão no "limite inferior efetivo", e a entidade ainda tem espaço para reduzi-las caso necessário.

"Ainda temos espaço para manobrar nossa política monetária, caso seja apropriado", afirmou a dirigente, após reafirmar que o patamar abaixo de zero da taxa de juro para depósitos tem sido positivo para a zona do euro.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.