RMVale

Eleições Taubaté: Veja os principais pontos do último debate entre Loreny e Saud

Neste domingo (29) população decidirá quem será o próximo prefeito ou prefeita

Escrito por Tamires Vichi

28 NOV 2020 - 17H03

Loreny e Saud

Nesta sexta-feira (27), os candidatos à prefeitura de Taubaté, Loreny (Cidadania) e Saud (MDB) participaram do último debate antes das eleições municipais deste domingo. O debate foi organizado pela TV Vanguarda, seguindo os protocolos de segurança sanitária.

As perguntas foram divididas em três blocos, sendo o primeiro e o último bloco com temas livres para questões feitas entre os candidatos. O segundo bloco teve temas escolhidos por sorteio, guiando a fala dos políticos.

Ainda por sorteio, Loreny iniciou o debate falando sobre a necessidade de conhecimento sobre o orçamento público para uma futura gestão. A candidata do Cidadania, atual presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara de Taubaté, perguntou ao candidato Saud sobre uma das propostas de seu Plano de Governo, que promete a economia de cerca de R$30 milhões em 100 dias.

Saud respondeu afirmando que é possível rever contratos e custos da máquina pública, organizando e removendo excessos de gastos do gabinete, principalmente, retirando o uso do papel. Loreny rebateu com exemplos, afirmando que gastos com contratos de locação de carro não chegam a R$3 milhões e gastos com telefone não chegam a R$1 milhão, desta forma, não sendo possível a economia sugerida por Saud de R$30 milhões, mesmo com cortes além do papel.

No tópico seguinte, Saud falou sobre a proposta de redução de ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza), como forma de preservação de empregos, questionando a candidata sobre a medida. Loreny complementou afirmando que é necessário verificar a política de redução de impostos para atestar se benefícios podem ser garantidos.

Em seguida, a representante do Cidadania questionou Saud sobre o seu desempenho quando foi secretário de Turismo e Cultura, e também, Presidente da Associação Comercial de Taubaté, pedindo para listar as suas ações mais importantes nos cargos. O candidato do MDB afirmou ter criado muitos eventos culturais e ter colocado os artistas nas praças, além de promover a organização da Associação Comercial, oferecendo cursos, fazendo a descentralização das reuniões e aumentando a participação nos bairros.

Loreny rebateu, afirmando que candidato não teria oferecido nenhuma proposta realmente relevante para a população nos cargos ocupados, apontando, ainda, erros de processos licitatórios e contratos a níveis altíssimos, concluindo que servidores que trabalharam na gestão de Saud, não aprovaram sua administração. O candidato, então, argumentou que erros não aconteceram e que economizou cerca de R$1.200 milhão em sete meses de gestão na Secretaria de Turismo e Cultura, além de descentralizar a Associação Comercial.

No final do primeiro bloco, Saud e Loreny trocaram críticas. A candidata do Cidadania afirmou por diversas vezes que o candidato do MDB não é preparado e não consegue se expressar, não sendo possível entendê-lo. Saud descordou, afirmando que possui conhecimento e formação para assumir a prefeitura. Loreny, por fim, ressaltou que tem sido vítima de diversas fake news criadas pela bancada do adversário.

SEGUNDO BLOCO: TEMAS SORTEADOS

Durante a segunda parte do debate, os candidatos formularam perguntas com os temas sorteados ao vivo. Os temas foram definidos previamente, com o conhecimento de ambos os participantes.

Meio Ambiente: Saud começou questionando sobre a preservação de bacias hidrográficas e demais propostas de Loreny para o meio ambiente. A representante do Cidadania afirmou que pretende aumentar o orçamento, considerando que R$2 milhões seria um valor muito baixo para a pasta. Falou, também, sobre a necessidade de prevenir assoreamento dos rios, como forma de evitar enchentes no município, cuidar das matas ciliares, áreas de plantio e fazer a contratação direta de funcionários da EcoTaubaté.

Saud apresentou suas propostas que se resumem a 10 diretrizes, entre elas, citou trabalhar o tratamento de esgoto, reorganizar o descarte de resíduos sólidos de domicílios e construções civis, trabalhar a reciclagem e educação ambiental. Loreny finalizou acrescentando que empregos podem ser criados com a manutenção do descarte de resíduos sólidos e educação ambiental.

Habitação: A candidata do Cidadania falou sobre a situação dos bairros que não possuem escritura, questionando Saud sobre como reduzir burocracia dos bairros que precisam ser regularizados. O candidato do MDB comentou situação precária e prometeu levar iluminação para bairros carentes, assim como fazer projeto para construção de casas e loteamentos para a população. Loreny criticou falta de explicação de Saud sobre como executar projetos.

Esporte e Lazer: O representante do MDB perguntou sobre como modalidades esportivas devem ser organizadas no município, assim como  trazer incentivo e patrocinadores para o esporte no município. Loreny afirmou que irá dividir o orçamento da pasta de forma que todas as modalidades esportivas sejam contempladas, tanto coletivas, quanto individuais, além de garantir atividades para pessoas com deficiência, e a manutenção e investimento em quadras para aproveitamento da população.

Saud afirmou que pretende investir em esportes de base e amadores, organizando campos e espaços nos bairros, além de fazer a busca por investimento para o Esporte Clube Taubaté.

Educação: Loreny questionou sobre implantação da Política Nacional de Educação Especial do Governo Federal para escolas públicas. Saud reforçou que pretende construir mais centros especializados para crianças especiais. Loreny rebateu afirmando que criar novos espaços especializados seria medida de exclusão e não inclusão, sendo esta última, sim, carente de expansão no município.

TERCEIRO BLOCO: TEMAS LIVRES

No início do terceiro bloco de perguntas, voltando para os temas livres, candidatos retomaram pontuação inicial sobre como a redução do ISS poderia contribuir para a cidade, diminuindo a quantidade de impostos e aumentando a oferta de emprego, mas continuaram descordando sobre medida. 

No tópico sobre a possibilidade da nova onda da Covid-19, Loreny afirmou que pretende garantir leitos na saúde, auxílio econômico para pessoas em situação de vulnerabilidade e impedir retrocesso da economia, garantindo o funcionamento de comércios, respeitando medidas sanitárias. Saud afirmou que prefeitura terá autonomia, indo contra medidas estaduais, caso necessário, organizando e expandindo atuação de setores comerciais.

No assunto mobilidade urbana, candidatos descordaram sobre a criação de faixas exclusivas para ônibus em Taubaté, sendo Loreny a favor, reforçando, também, a necessidade de criação de concorrência para o monopólio de empresa de transporte público no município. Saud foi contra a criação de faixas exclusivas, afirmando que cidade precisa de um Plano de Mobilidade Urbana.

Por fim, candidatos à prefeitura falaram sobre necessidades da zona rural e investimento para o agronegócio. Loreny afirmou que pretende estimular a tecnologia agro, fomentando a pesquisa e iniciativas municipais que não prejudiquem o meio ambiente e desenvolva o potencial do setor, gerando mais riqueza para Taubaté. Prometeu criar um cronograma de manutenção das estradas na zona rural, proporcionar medidas de segurança para população e trabalhadores, além de estímulo para agricultura familiar e cooperativas. Saud afirmou que pretende focar em asfaltar estradas, morros e manter a conservação, além de levar internet para a região.

Ao final do debate, os candidatos fizeram os últimos pronunciamentos:

“Realmente, a gente não sabe falar tão bem, não decoramos tantos textos, mas é importante que vocês sentem que eu falo com o coração e o coração é esse: eu quero ajudar você, eu quero cuidar de você, família. E é isso o que eu quero, o que eu mais quero na minha vida”, finalizou Saud, que fez diversos agradecimentos, a Deus, à família, a eleitores e demais apoiadores. 

Loreny também fez suas considerações finais:

“Eu não sou comunista, eu não sou a favor das drogas, eu não sou a favor da maconha, não vai ter banheiro unissex nas escolas e a gente precisa acabar, de uma vez por todas, com essa política velha em Taubaté, que fala mentira ao invés de falar proposta”, afirmando que verdade irá prevalecer diante de fake news, completando “eu quero dizer que é muito triste a gente ver, nos dias de hoje, que uma mulher jovem não pode ser considerada inteligente, sempre tem que ser desqualificada”, finalizando que está ali para enfrentar barreiras e trazer representatividade.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Tamires Vichi, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.