Por Meon Em RMVale

Em Guará, Bolsonaro diz que vai transformar a região em um ‘Vale do Silício’

Na cidade, o presidente eleito acompanhou a formatura de sargentos e militares da Escola de Especialistas da Aeronáutica

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que em seu governo a RMVale poderá ser transformada em um 'Vale do Silício'. “A gente estuda junto ao Marcos Pontes [ministro de ciência e tecnologia] criar aqui um vale do silício. Existe essa possibilidade e a região a ser escolhida pela proximidade de grandes empresas seria o Vale do Paraíba”, disse. 

Na manhã desta sexta-feira (30), Bolsonaro participou da formatura de sargentos da Escola de Especialistas da Aeronáutica, em Guaratinguetá. Pouco mais de 530 militares receberam seus diplomas na manhã desta sexta. 

Durante coletiva de imprensa, Jair Bolsonaro foi questionado sobre medidas que possam diminuir o tráfico de drogas pela Rodovia Presidente Dutra. O presidente eleito informou que medidas serão tomadas e classificou a situação do país, em relação ao problema, em um 'queijo suíço'. 

"Medidas nesse sentido vão ser anunciadas em breve por Sérgio Moro, ministro da justiça e segurança. Tenho certeza que bons projetos virão dele. Ele contará com todo o nosso apoio para o combate à corrupção e ao crime organizado, não apenas na Rodovia Presidente Dutra, o Brasil todo é um verdadeiro queijo suíço. Vamos buscar maneiras de diminuir o tráfico de ilícitos", ponderou. 

Ainda indagado sobre questões do Vale do Paraíba, Bolsonaro comentou ser a favor da fusão entre a Embraer e a Boing. "Conversei no voo agora com o comandante da Aeronáutica esta questão, eu sou favorável a ela. Entendo que a Embraer se continuar 'solteira' como está a tendência é desaparecer.  Está sendo muito bem conduzido o processo e até o momento pelo o que tomei conhecimento já que a golden share, nós daremos prosseguimento com essa fusão", reforçou. 

Jair Bolsonaro comentou ainda sobre o indulto a presos, dizendo ser "completamente diferente desse decreto" e que "criminoso tem que cumprir sua pena de forma integral".

O político do PSL avaliou também a nomeação do novo ministro de minas e energia, Bento Costa Lima,  e pontuou que "não podemos esperar um novo apagão para tomar [novas] providências".  Indagado sobre a prisão do governador Luiz Fernando Pezão (MDB), Bolsonaro ironizou "eu calço 42, cada um que pague pelos seus crimes. Um processo que se inicia e vêm sendo culpado, não tenho nada a lamentar tenho apenas a cumprimentar a Polícia Federal e órgãos que têm chegado ao fim da linha". 

Leia mais:

Bolsonaro fala em acolher venezuelanos, mas com pressão ao país vizinho

Bolsonaro: vamos conversar com líderes partidários a partir da semana que vem

Damares Alves é forte candidata para assumir Direitos Humanos, diz Bolsonaro

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.