RMVale

Especial: Parque de Inovação Tecnológica em São José dos Campos

Pit tem uma nova marca focada no ser humano

Escrito por Reinaldo Moreira

08 DEZ 2023 - 17H00

Divulgação

Para o presidente do PIT, Jeferson Cheriegate, “o Parque é uma joia de política pública construída pelo município de São José dos Campos. Hoje, através desta marca são 54 políticas de desenvolvimento econômico, mais de 130 nas esferas municipais (várias prefeituras), estaduais e da união, pelos ministérios, o que gera a possibilidade de executar quase R$ 200 milhões de orçamento público.

Leia a Metrópole Magazine 

Jeferson Cheriegate é Engenheiro de Materiais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, diplomado em Administração de Empresas pela Association of Business Executives, London, com MBA Executivo pela Fundação Dom Cabral.

São mais de 20 anos de experiência profissional desenvolvida nas indústrias de bens de consumo, serviços e governo, em companhias de diferentes portes e foco de atuação, como a Unilever, a Smollan e a Infra S.A.

Cheriegate destaca sua trajetória até se tornar presidente do PIT. “Antes de chegar aqui passei por algumas empresas, montei startup, que não deu certo, trabalhei no governo, enfim, foram muitas experiências”.

Algumas etapas foram marcantes em sua caminhada profissional, como explica. “A primeira delas foi na Unilever, onde a primeira palavra que aprendi foi inovação e foi lá que percebi que as possibilidades de promover inovação geram valores adicionais para uma empresa e para uma organização que acaba gerando prosperidade econômica”, revela o presidente.

A nova marca, PIT- Parque de Inovação Tecnológica - foi apresentada durante a abertura oficial do Innovation Week, em setembro deste ano. A alteração do nome e da marca foi autorizada pela Prefeitura de São José dos Campos, mantenedora do parque, e aprovada pelo Conselho de Administração.

O PIT tem uma conexão muito grande com universidades a fim de buscar intercâmbio entre elas. Segundo Jeferson, “trinta universidades estão conectadas hoje com o Parque, com isso conseguimos transmutar conhecimentos científicos e inovação tecnológica, e por outro lado, conseguir captar recursos privados para investir em linha de pesquisa básica para gerar novos resultados”.

Sobre a nova marca, que agradou pela simplicidade efetiva, Cheriegate explica que “Aqui encontramos cientistas, empresários, empreendedores, setores públicos, ou seja, uma quantidade muito grande de pessoas que desenvolvem suas carreiras, novos negócios, suas tecnologias, novas linhas de pesquisa. Então, reconhecendo que são as pessoas que fazem essa maravilha girar é que inseriu o ser humano na letra i do PIT, pois essa era a ideia”, conclui

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Reinaldo Moreira, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...