RMVale

Estado de SP tem 80,1% da população completamente vacinada contra Covid-19

Mais de 90 milhões de doses foram aplicadas nos 645 municípios; apenas três países no mundo alcançaram esse nível de cobertura vacinal

Escrito por Meon

22 JAN 2022 - 15H09

Adenir Britto/PMSJC

Na sexta-feira (21), o Estado de São Paulo alcançou a marca de 80,1% da população com vacinação completa contra Covid-9. Cerca de 90 milhões de doses foram aplicadas em 2021, nos 645 municípios do estado.

Nesta semana, o estado ampliou a campanha de imunização para as crianças com a distribuição de 4 milhões de doses da Coronavac, liberada na quinta-feira (20) para o público infantil.

Dessas 90 milhões de doses aplicadas, mais de 38 milhões são referentes à primeira dose; mais de 35 milhões referem-se à segunda; mais de 1 milhão são de dose única e mais de 14 milhões se referem à dose adicional.

Entre os países com população igual ou maior que a de São Paulo alcançaram tal índice vacinal, são eles: China, Espanha e Coreia do Sul.

Segunda dose e dose adicional

Em uma semana, o Estado de São Paulo registrou queda de 5% no número de faltosos da segunda dose da vacina contra Covid-19. As 2,3 milhões de pessoas que ainda não tomaram a segunda dose são convocadas a tomá-la nos postos de saúde.

O balanço contabiliza 634,5 mil pessoas que ainda precisam completar o esquema vacinal com o imunizante do Butantan/Coronavac; outras 602,6 mil da Fiocruz/AstraZeneca/Oxford e 1,1 milhões da Pfizer/BioNTech.

Com relação à dose adicional, SP aplicou mais de 14 milhões. Para obter o esquema vacinal completo dos paulistas, o estado reduziu de cinco para quatro meses o intervalo de aplicação da dose adicional, com base nas recomendações do Comitê Científico e de estudos internacionais.

Vacinação de 5 a 11 anos

O governo paulista iniciou a imunização de menores de 12 anos em 14 de janeiro. A expectativa é vacinar 4,3 milhões de crianças de 5 a 11 anos com pelo menos uma dose em três semanas.

Até 10 de fevereiro, 850 mil crianças com comorbidades e deficiências, além de indígenas e quilombolas de 5 a 11 anos podem tomar a primeira dose.

Paralelamente, as prefeituras poderão imunizar outras 3,4 milhões de crianças por faixa etária. De 20 a 30 de janeiro, é a vez daquelas com idade entre 9 a 11 anos.

Entre 31 de janeiro e 10 de fevereiro, a campanha vai priorizar aquelas de 5 a 8 anos. As crianças de 5 anos só podem receber o imunizante da Pfizer, enquanto as demais poderão ser protegidas pela Coronavac.

O cronograma completo da vacinação infantil está disponível no site www.vacinaja.sp.gov.br. A página também oferece serviço de pré-cadastro para que os responsáveis agilizem o atendimento das crianças em todo o estado.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.