Por Mara Cirino Em RMVale

Infestação de mosquito e chuvas colocam Litoral Norte em alerta contra dengue

Veja as cidades com maior risco de surto ou epidemia

Agentes de combate à dengue em Caraguá

Agente de combate à dengue visita bairro de Caraguá, que registrou ADL de  2,5 

Divulgação/PMC

 

As cidades do Litoral Norte estão em alerta para o risco de dengue durante a temporada de verão. O último relatório de Avaliação de Densidade Larvária (ADL) feito pelas equipes de Controle de Endemias da região revela que é alto o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e de outras doenças, como zika, chikungunya e febre amarela.

Por meio da ADL é possível saber os níveis de infestação de larvas do mosquito Aedes aegypti de uma determinada área geográfica. Pelos critérios do Ministério da Saúde, a ADL de 0 a 1 é considerada satisfatória; de 1 a 3,5 é alerta; e de 3,5 em diante risco iminente.

No Litoral Norte, o município mais preocupante é Ilhabela, que registrou ADL de 3,8. Segundo a Vigilância Epidemiológica, neste ano, foram confirmados 39 casos de dengue no arquipélago, sem mortes.

Atualmente, o setor de Plano de Intensificação das Ações de Controle da Dengue (Piacd) da ilha trabalha em ações preventivas como varredura dos criadouros, orientação à população, visitas em casas e pontos estratégicos, assim como panfletagem em eventos do município e atividades educativas.

Também está confirmada a participação do arquipélago na Semana Nacional de Mobilização contra a Dengue, de 26 a 30 de novembro.

Ubatuba

Em Ubatuba, o índice de ADL encontrado foi de 3,2.  “As larvas foram encontradas em diversos objetos armazenados de forma incorreta e acumulando água, como baldes, regadores, bandejas de geladeira, bebedouros de animais, latas, frascos plásticos, pratos de planta e calhas”, disse Derly dos Santos Alves, chefe da Vigilância Ambiental.

Para tentar reduzir a infestação do mosquito, equipes da Vigilância em Saúde e da Atenção Básica iniciam nesta semana um calendário de ações preventivas de combate ao mosquito.

Segundo Derly, os mutirões preventivos nos bairros têm como foco a eliminação de prováveis criadouros e a sensibilização da população com conversa porta a porta e panfletagens com material educativo.

São Sebastião e Caraguá

O município de São Sebastião registrou ADL de 3,0.  Ao longo deste ano, foram registrados 31 casos da doença no município. Segundo a prefeitura, o município também desenvolve uma programação de mutirões em toda cidade e nos locais com maiores infestações.

Apesar de ter registrada uma menor densidade larvária de 2,5, a menor do Litoral Norte, Caraguatatuba também está dentro da categoria de alerta.  De acordo com a prefeitura do município, serão intensificadas as ações na região sul, próximo à divisa com São Sebastião, principalmente nos bairros Perequê Mirim, Travessão e Barranco Alto, onde há maior incidência de criadouros do mosquito.

O biólogo do Centro de Controle de Zoonoses, Ricardo Fernandes de Sousa, lembra que no município há lei que permite entrar em casas onde for constatada a presença de larvas. “Podemos pular o muro e o proprietário do imóvel ainda pode ser multado em valores que variam de R$ 1,8 mil a R$ 3 mil”.

Veja as principais orientações para evitar larva do mosquito da dengue em casa:

- Encher de areia os pratinhos de plantas;
- Evitar plantas aquáticas;
- Não acumular entulho e lixo;
- Manter a piscina sempre tratada com cloro;
- Retirar a água acumulada da laje;
- Manter a lixeira sempre fechada;
- Guardar pneus em lugares cobertos;
- Guardar garrafas e baldes sempre virados para baixo;
- Lavar pelo menos duas vezes por semana, com água e sabão, os vasilhames onde é servida água para animais domésticos;
- Manter bem tampados caixas e reservatórios de água;
- Manter a tampa do vaso sanitário abaixada;
- Se a caixa de descarga não tiver tampa, é necessário fechar com plástico e fita adesiva. Ao sair de casa, feche a tampa dos ralos internos ou cubra-os com tapetes ou objetos;
- Substituir a bromélia por outro tipo de planta que não acumule água.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Mara Cirino, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...