RMVale

Museu do Folclore de São José lança série de vídeos sobre cultura popular na internet

A série Folclore em Movimento, visa divulgar as pesquisas realizadas pelo Museu entre as décadas de 1990 e 2000

Escrito por Fernanda Niquirilo

29 JAN 2021 - 15H27

Foto: Divulgação/FCCR

O Museu do Folclore de São José dos Campos lança, na próxima quarta-feira dia 3 de fevereiro, às 20h, pelo YouTube, o primeiro de uma série de 22 vídeos (de curta duração) sobre diferentes manifestações da cultura popular regional. A ação dá prosseguimento à modernização e difusão do acervo videográfico do museu e os demais vídeos serão postados semanalmente, sempre no mesmo dia e horário.

A série, intitulada Folclore em Movimento, visa divulgar as pesquisas realizadas pelo Museu do Folclore entre as décadas de 1990 e 2000 e é resultado da edição de 93 vídeos que reúnem a documentação de diferentes manifestações da cultura popular da região. O museu acredita que os vídeos da série, por serem de curta duração, também devem chamar a atenção do público leigo e não só de estudiosos da cultura popular.

O primeiro vídeo programado para ser lançado na próxima quarta-feira mostra o surgimento do bloco carnavalesco Pirô Piraquara, criado em 1987 pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo, por meio da Comissão de Folclore, a partir do Grupo Piraquara.

Os vídeos da série tratam da fé, das festas, dos costumes e das dinâmicas sociais que as envolvem (Jongo, Festa de São Benedito, Folia de Reis e Folia do Divino, artesanato popular, rezas e terços, religiões afro-brasileiras), além de ações do Museu do Folclore ao longo dos anos, na busca pela valorização das múltiplas identidades culturais.

Expressões espontâneas

“Em cada um dos vídeos buscamos dar ênfase às expressões espontâneas da cultura, trazendo um pouco de informações históricas e um tanto mais das particularidades e das sabedorias de cada situação vivenciada nas pesquisas de campo”, explica a pesquisadora Tiane Tessaroto, responsável pela condução do trabalho.

Para a folclorista Angela Savastano, do Museu do Folclore, a pesquisa é essencial para se formar a documentação das manifestações culturais. “Nosso trabalho nesses anos todos sempre foi pautado pela espontaneidade da manifestação que estivesse pulsando no momento de realização da pesquisa”, ressalta.

O material bruto permanecerá à disposição de pesquisadores, estudiosos e interessados na Biblioteca Maria Amália Côrrea Giffoni, do Museu do Folclore. Como o museu segue fechado, em razão da pandemia da Covid-19, o usuário da biblioteca (cadastrado ou não) pode consultar o acervo pela internet e solicitar empréstimo pelo e-mail bibliotecadomuseu@gmail.com

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Fernanda Niquirilo, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...