Meon

O desempenho do Brasil nas Eliminatórias para Copa 2026 é uma das mais decepcionantes da história

Escrito por Meon

27 NOV 2023 - 16H09

Reprodução

O brasileiro se acostumou a dizer que tem a única seleção “pentacampeã do mundo”, que tem história cheia de conquistas, com os maiores craques da história do futebol. Porém, na última década, o que temos visto é uma seleção mediana, com dificuldades de desenvolver jogadores de alto nível.

Por isso, as análises mais recentes sobre o futebol brasileiro não são otimistas. E se você gosta de prévias detalhadas e dicas para suas apostas, então, você precisa conhecer a livetipsportal.com/pt/ que trás análises cheias de informações e estatísticas dos principais jogos do mundo, inclusive da seleção brasileira.

O portal disponibiliza dicas diárias gratuitas, com até sete dias de antecedência. Além disso, ela analisa e indica o panorama das principais casas de apostas do Brasil, com atualizações sobre promoções e bônus. Assim, você desfruta de benefícios gratuitos antes de dar o seu palpite online.

Essas vantagens são especialmente importantes se você gosta de apostar nos jogos do Brasil. Com tanta irregularidade, a seleção brasileira tem decepcionado torcedores e apostadores do mundo inteiro.

Nessas eliminatórias para a Copa 2026, por exemplo, o Brasil vem acumulando resultados negativos, como empate frente a Venezuela e a primeira derrota como mandante na história das Eliminatórias, no jogo contra a Argentina (0x1).

Desempenho vergonhoso

Atualmente, a seleção acumula quatro jogos sem vencer, com três derrotas seguidas. Depois do vergonhoso empate contra a Venezuela (1x1), o Brasil perdeu para o Uruguai (0x2), Colômbia (1x2) e para os atuais campeões do mundo, como mencionado antes.

Em seis jogos, foram apenas duas vitórias, além de um empate e três derrotas. Atualmente, o Brasil ocupa a sexta colocação na tabela, com apenas sete pontos. O pior aproveitamento em eliminatórias para a Copa do Mundo da história - 38%.

Até agora foram oito gols marcados, cinco deles só contra a Bolívia, e sete tomados. Aliás, o Brasil só não tomou gol na sofrida vitória contra o Peru, na segunda rodada. Em todos os demais jogos, a seleção canarinho teve sua meta vazada.

Somando todos os jogos de 2023, o Brasil tem um aproveitamento de apenas 55%, com cinco derrotas em nove jogos. Este é o pior desempenho da seleção desde 1940.

A princípio, a seleção de Diniz apresenta algumas novidades em relação à antiga forma de jogar. Os meias atuam com mais liberdade e pressionam mais a saída de bola adversária. Por outro lado, o setor ofensivo, que sempre foi o forte do Brasil, segue em baixa, como tem sido nos últimos dez anos.

A equipe atual tem demonstrado muita dificuldade em recuperar-se quando toma um gol. Isso é preocupante, pois mostra que o time se abate fácil e é incapaz de reverter um resultado negativo.

O que precisa ser feito?

Essa é a pergunta que todos se fazem, mas a verdade é que pouco pode ser feito. Há mais de dez anos o Brasil produz jogadores medianos. Os principais atacantes do País já se mostraram incapazes de “chamar a responsabilidade” quando necessário.

Para sorte do torcedor brasileiro, a próxima Copa prevê seis vagas diretas e mais uma na repescagem. Por isso, mesmo com um desempenho mediano, o Brasil deve garantir seu lugar.

Porém, se nada mudar radicalmente, o que se espera nos próximos anos são mais jogos sofríveis e momentos de altos e baixos.

E você, o que espera da seleção brasileira até a próxima Copa de 2026? Deixe sua opinião.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Meon

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...