2016_03_11_17_02_59_1_840x577

Suzane vai estudar dentro da prisão

Divulgação

Suzane von Richthofen e mais três detentas poderão cursar ensino superior à distância dentro da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Peletier, a P1 de Tremembé. Elas passaram no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no ano passado e aguardavam autorização para realizar o curso.

Suzane foi condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais. Ela está presa desde 2002, quando ocorreu o crime em São Paulo.

No ano ano passado, Suzane conseguiu passar no curso de Administração da Faculdade Anhanguera, mas, apesar de estar no regime semiaberto desde 2015, não teve autorização para frequentar as aulas.  Após ser aprovada no Enem, Suzane e outras detentas pediram autorização para fazer o curso dentro da P1 e aguardavam a liberação.

Segundo a  SAP (Secretaria da Administração Penitenciária), a direção da P1 entrou em contato com diversas universidades solicitando o envio de representantes para conversarem com as detentas que foram aprovadas no Enem no ano passado. Uma das universidades, que não teve o nome informado, enviou um representante que apresentou às presas cursos que poderiam ser realizados na modalidade a distância, utilizando o computador de forma offline. Apenas quatro reeducandas se interessaram.

Elas tiveram autorização da Justiça e da SAP para fazer o curso na unidade prisional. A assessoria de imprensa da SAP informou que não pode comentar o caso específico de Suzane Von Richthofen, que tramita sob sigilo.