Por Meon Em Meon Menu Atualizada em 05 ABR 2021 - 17H07

Já é outono! Use e abuse dos alimentos sazonais da estação

Meon Menu conversa com a nutricionista ortomolecular e funcional, Luciana Harfenist que fala sobre os benefícios destes alimentos que fazem parte da “dieta do outono”


Dra. Luciana Harfenist, referência em nutrição ortomolecular


A estação preferida de quem ama climas mais amenos invadiu o nosso cotidiano em março, mesmo com a fase emergencial de enfrentamento à COVID-19, ele chegou, o outono. Além de propiciar finais de tarde mais belos, traz um clima aconchegante que pode nos levar a comer um pouco além da medida. Para que isso não aconteça, e existe até um motivo que você nem sabia mas já usa como desculpa, a transição do calor para um período mais seco pede alimentos que fortaleçam a resistência e aqueçam o organismo, Meon Menu conversou com a Dra. Luciana Harfenist, referência em nutrição ortomolecular, funcional e gastronomia, que aponta os alimentos para esta época do ano e explica quais os principais benefícios para a saúde.

“Precisamos ficar atentos à qualidade dos alimentos que estamos ingerindo. O ideal é sempre ter preferência por produtos orgânicos e não exagerar na quantidade, já que climas mais secos e frios tendem a confundir a nossa mente e fazer com que tenhamos mais fome durante o dia”, explica a nutricionista.

Café da manhã:

Para a nutricionista, frutas são bem-vindas durante o café e ao longo dos lanchinhos da manhã e tarde. Sugere tangerina, pois tem participação direta na formação óssea e possui magnésio e vitaminas A e C. O kiwi é outro alimento rico em vitamina C, além disso, ele combate o envelhecimento celular.

“Outras frutas podem ser incluídas, como a pera, poderosa em antioxidante e rica em selênio. O abacate também é uma boa pedida. Tem propriedades que reduzem o colesterol LDL, ajuda a manter HDL e possui ácido oleico” ressalta.

Aposte nas hortaliças durante o almoço e o jantar!

Para Luciana Harfenist é importante se atentar às refeições principais. Uma dica é o repolho, rico em vitamina C e fibras, além de atuar diretamente contra o câncer de intestino.

“A berinjela vem sendo um dos frutos mais consumidos e faz um bem absurdo para a saúde. Além de combater o colesterol LDL, é rica em cobre, folato, magnésio e fibras! Já o espinafre, previne o envelhecimento precoce e tem um alto índice de ferro, fósforo, cálcio e vitaminas A e do complexo B”, explica a nutricionista.

Dra. Luciana ainda ressalta dois alimentos: chuchu e beterraba. O chuchu possui propriedades que ajudam a prevenir a osteoporose, cálcio, potássio e fibras. Por sua vez, a beterraba atua na proteção cardíaca poid é rica em citrulina precursora de óxido nítrico importante para o sistema circulatório. Seus compostos bioativos favorecem a detoxificação hepática e contribui à saúde com as vitaminas B1, B2, B5, sódio, silício, fósforo, cálcio, zinco e cobre.

Luciana Harfenist é referência em Nutrição Ortomolecular/Funcional e gastronomia, além de ser pioneira na área de cursos e congressos nutricionais há mais de 11 anos.




Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Meon Menu

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.