Alunos

Curiosidades sobre a Ilha da Queimada Grande

Conheça mais sobre a ilha com mais espécies de cobras do mundo!

luceprima (Arquivo Pessoal )

Escrito por Manuela Yumi e Maiara Akemi | Colégio Luce Prima

02 DEZ 2020 - 13H33 (Atualizada em 03 DEZ 2020 - 13H20)

image

A Ilha da Queimada Grande, conhecida como Ilha das Cobras, fica localizada a cerca de 35 quilômetros do litoral do estado de São Paulo. Ela ganhou esse apelido porque lá existem cerca de 2.000 cobras, o equivalente a 5 cobras por metro quadrado!

A ilha foi descoberta em 1532 e, de acordo com especialistas, o colonizador Afonso de Souza e seus encarregados ancoraram no seu litoral, caçaram e, antes de voltarem aos navios, receosos de terem má sorte, atearam fogo no local, o que determinou o nome Ilha da Queimada Grande.

O farol localizado na ilha foi automatizado em 1925 e sua manutenção é feita uma vez por ano por uma equipe da Marinha do Brasil. Por causa do perigo, o acesso à área é estritamente controlado e requer autorização do Governo Federal, que é dada principalmente para pesquisadores. A Ilha da Queimada Grande é uma Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) e pertence à Área de Proteção Ambiental (APA) de Cananéia-Iguape-Peruíbe.

A região é muito importante para a preservação de muitas espécies de cobras, principalmente a Jararaca-Ilhoa, que vive exclusivamente na ilha. Essa espécie de cobra peçonhenta é arborícola ou semi arborícola, ou seja, vive principalmente em árvores e, portanto, alimenta-se, de pássaros. Ao contrário da maioria das serpentes, ela é vivípara e tem hábitos diurnos e noturnos (noturnos quando jovens e diurnos quando adultas). Infelizmente, a Jararaca-Ilhoa corre risco de extinção devido às queimadas feitas na ilha por pescadores e ao tráfico ilegal da espécie, já que essas cobras podem alcançar um valor de até R$ 30 mil. Porém, pesquisas realizadas na Ilha da Queimada Grande mostram que sua população está estável, graças aos esforços de preservação.

Apesar da grande quantidade de cobras na ilha, a região é o segundo lugar com a maior concentração desses animais no mundo, perdendo para a Ilha de Shedao, na China.


Fonte de pesquisa: https://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/10210-conhecendo-a-ilha-da-queimada-grande-e-seus-habitantes

Parceria:





Com supervisão de Milena Peres, jornalista da Zan Comunicação, parceira do Grupo Meon.

Escrito por
luceprima (Arquivo Pessoal )
Manuela Yumi e Maiara Akemi | Colégio Luce Prima

Alunas do 7º ano do Ensino Fundamental II do Colégio Luce Prima, em São José dos Campos

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Exclusivo | Comissão Pré-Julgadora

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Alunos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.