Alunos

Kanye West e a Moda: Entenda a influência e a trajetória do Rapper no "Mundo Fashion"

O cantor, compositor e produtor estadunidense estaria sendo considerado para substituir Virgil Abloh na direção artística da Louis Vuitton.

BRUNA SCOLASTRICI

Escrito por Bruna Almeida Scolastrici

12 MAI 2022 - 16H01

Reprodução

O artista Ye - mais conhecido como Kanye West - iniciou sua carreira nos anos 90 como produtor musical, ganhando popularidade apenas nos anos 2000 ao produzir sucessos de cantores famosos como Eminem, Jay-Z e Alicia Keys. No entanto, Kanye almejava ser reconhecido e respeitado no hip-hop como rapper, algo que ele conseguiu revolucionando o cenário artístico com álbuns que trouxeram novas perspectivas para o gênero - tais como “808s and Heartbreak” e “Yeezus”. O cantor é amante de todo tipo de expressão artística, e em 2015, recebeu o título de doutor honorário em Artes pelo Instituto de Artes de Chicago.

Desde o início de sua trajetória, Kanye é conectado, além da música, com a moda. Na época ele se destacava entre outros rappers por usar uma camiseta polo cor de rosa - a qual mais tarde viraria sua marca registrada - enquanto outros artistas do gênero vestiam calças largas, camisas de basquete e correntes de ouro; ele dizia publicamente que gostaria de se tornar o rapper mais bem-vestido de todos. Após alcançar o sucesso, ele lançou em 2007 um sapato em parceria com a marca japonesa A Bathing Ape, que levava o urso de pelúcia das capas dos primeiros álbuns do cantor: “The College Dropout”, “Late Registration” e “Graduation”. Um tempo depois, Kanye também lançaria uma linha de roupas intitulada como Pastelle com a parceria de seu grande amigo Virgil Abloh, tendo como criação mais famosa a jaqueta “college” azul que estampava o nome da marca em amarelo nas costas. Infelizmente, o artista desistiu da linha de roupas meses depois por querer criar peças mais sofisticadas, e também devido ao falecimento da mãe de Kanye - acontecimento que refletiu imensamente em sua carreira.

Reprodução
Reprodução

Kanye e Virgil se conheceram em 2009 em um estágio da Fendi na Roma. O artista buscava novas inspirações e queria se aprofundar na moda, enquanto Abloh queria uma oportunidade para mostrar suas criações ao mundo. Logo depois do evento, o rapper nomeou Virgil como diretor de criação artística da Donda, agência de conteúdo que carregava o nome de sua falecida mãe. Juntos eles produziram - visualmente e sonoramente - o álbum Watch The Throne (com Jay-Z), o qual rendeu uma indicação ao Grammy em 2012. Virgil Abloh conseguiu ascender no cenário da moda, especialmente depois de fundar a Off-White, marca italiana de roupas e acessórios de luxo; e em 2018 o estilista fez a sua estreia como diretor criativo da Louis Vuitton, e claro, Kanye estava lá na primeira fila assistindo o desfile e compartilhando lágrimas de orgulho do amigo.

"Ele torcia por nós. Esse sonho é tão meu quanto dele. No meu sonho, era ele na passarela", conta o estilista a respeito de Kanye, em entrevista à Naomi Campbell - outra entusiasta de seu trabalho - para a Vogue America. "Queria que o mundo inteiro visse que o cara que lutou para que esse momento ocorresse é parte dele e totalmente ligado a mim." conta Abloh, que foi o primeiro estilista negro da Louis Vuitton e o terceiro a comandar uma marca de altíssimo luxo (antes dele vieram Ozwald Boateng na Givenchy e Olivier Rousteing, da Balmain).

Mas é claro que Kanye não tinha desistido ainda de se impor no mundo da moda como um criador artístico. Ainda em 2009, o rapper voltou pro mundo dos “sneakers” lançando o primeiro tênis da parceria com a Nike, o famoso “Nike Air Yeezy”, que contou com 3 diferentes colorways, e ambos esgotaram-se rapidamente. Em 2013, o artista lançou o Nike Air Yeezy 2 Red October, considerado hoje um dos tênis mais procurados pelos sneakerheads, chegando a custar cerca de 7 mil dólares, trazendo a volta da moda monocromática. No mesmo ano, Kanye rompeu com a Nike - a empresa não aceitou ceder os royalties para o rapper - e fechou uma parceria que dura até hoje com a Adidas, a qual intensificou a fama da marca do artista, a Yeezy. Na Semana da Moda de Nova York em 2015, ocorreu um desfile de novas peças (roupas e sapatos) da marca, desenhadas exclusivamente por Kanye, e foi naquele momento que a Yeezy virou uma febre entre os fashionistas, e mais tarde com a população comum, visto que a marca inicialmente focou no sportswear com uma pegada despojada e minimalista, algo que emana conforto, modernidade, e também combina com o dia a dia. Atualmente, todos os lançamentos da marca esgotam-se rapidamente em todo o mundo.

Surpreendentemente, o artista também influenciou muito o jeito de vestir de sua ex-esposa, Kim Kardashian, uma das maiores influencers na área da moda na atualidade. A família de Kim, como as irmãs Kylie e Kendall Jenner, também foram inspiradas pelas tendências propostas pelo rapper. Em um episódio de “Keeping Up with the Kardashians" que foi ao ar em 2012, mostra Kanye renovando todo o guarda-roupa de Kim, fazendo com que ela trocasse estampas e acessórios extravagantes por peças atemporais e moderadas. A influencer e fundadora da marca SKIMS - Solutions For Every Body, citou em uma entrevista, quando ainda estavam casados, o desejo de Kanye em abandonar a carreira de músico para se tornar o estilista pessoal dela.

A possibilidade da escolha de Kanye West como diretor criativo da Louis Vuitton após a morte de Abloh não seria somente merecida, mas também reconfortante para todos que acompanharam a trajetória dos dois - como indivíduos, amigos ou parceiros criativos. O rapper é extremamente capaz de continuar o legado de Virgil, uma vez que o admirava e dividia o mesmo sonho do estilista, além da gigantesca experiência e competência no mundo da moda, que é representada por uma marca avaliada em bilhões de dólares e parcerias com marcas de luxo extremamente prestigiadas como Balenciaga, Balmain e a própria Louis Vuitton. Kanye também se revela fortemente contra a “ditadura da moda” - a imposição da beleza corporal ideal -, auxiliando a luta pela diversidade no mundo fashion em marcas luxuosas e tradicionais, questão pela qual Virgil Abloh também tinha como prioridade na criação de peças e desfiles.  

Com supervisão de Yeda Vasconcelos, jornalista do Meon Jovem.




Escrito por
BRUNA SCOLASTRICI
Bruna Almeida Scolastrici

2° Série - Colégio Embraer Juarez Wanderley - São José dos Campos, SP

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Exclusivo | Comissão Pré-Julgadora

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Alunos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.