Alunos

O impacto que Iza trouxe com "Dona de mim"

A canção foi um dos maiores atos do pop nacional de 2018

loog poliedro (Reprodução)

Escrito por Elizabeth Malburg Freire Meira

14 MAI 2021 - 14H45

Foto: Reprodução Iza (Foto: Reprodução)

''Já me perdi tentando me encontrar/Já fui embora querendo nem voltar'' é assim que IZA começa um dos seus singles mais famosos: Dona de mim. A partir desses versos falaremos um pouco sobre o impacto da música em questão no pop nacional e na população brasileira.

Lançada em 28 de setembro de 2018, a cantora conta ao site Keeping Track que se sentiu realizada nesse dia, como se tivesse dado à luz a uma criança. E com razão, já que Dona de mim se consolidou como hit nacional: passou 92 semanas no Top 200 Brasil do Spotify, de acordo com o site Hashtag Pop e conta com mais de 100 milhões de streams na mesma plataforma. Seu álbum, intitulado com o mesmo nome, já acumula mais de 300 milhões de streams no Spotify e já foi indicado ao Grammy Latino como Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa.

A música já foi relatada como muito inspiradora para o público: expressa força e determinação, por exemplo, no trecho: "'Me perdi pelo caminho/Mas não paro não". Ao mesmo tempo, reflete amor próprio e autoaceitação, principalmente para mulheres, assim como é mostrado também nos fragmentos: ''Já não me importa a sua opinião/O seu conceito não altera a minha visão/Foi tanto sim, que agora digo não''.

Durante o clipe, são apresentadas situações cotidianas na vida de mulheres, e é possível identificar três personagens: uma mãe solteira, uma professora de escola pública e uma advogada. Vale destacar que a segunda personagem foi inspirada na mãe da cantora, como uma homenagem. Todas com suas próprias particularidades que são retratadas na representação audiovisual.

Na obra, é construída uma narrativa na qual IZA se posiciona politicamente ao interseccionar racismo e machismo, onde a própria se encontra atingida pelos dois. Como uma mulher negra influente, a cantora conseguiu reunir os dois temas de forma a trazer mais visibilidade para essas questões que a afetam diretamente, assim como afetam milhões de brasileiras todos os dias. Logo, a questão do empoderamento feminino e da representatividade na canção e no videoclipe é muito significativa.

No final, as três mulheres se encontram em uma igreja: local escolhido pela artista por representar seu ponto de partida como cantora, o que ela relata em uma entrevista ao Showlivre, canal de música. As personagens assistem Iza performar "Dona de mim'' ao lado de outras mulheres. Ali, é possível perceber como todas se encontraram na letra da música e que, de alguma forma, estão todas conectadas. Iza fez história com ''Dona de mim''. Uma artista que revolucionou o pop nacional, trazendo a militância e realçando as opressões de gênero, raça e classe no Brasil. E assim, tornou sua presença inesquecível. 

Com supervisão de Giovana Colela, jornalista do Meon Jovem. 

Escrito por
loog poliedro (Reprodução)
Elizabeth Malburg Freire Meira

1º ano do Ensino Médio - Colégio Poliedro - São José dos Campos, SP

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Exclusivo | Comissão Pré-Julgadora

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Alunos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.