Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Bolsas de NY fecham em alta, com ajustes, estímulos no radar e máximas históricas

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta sexta-feira, 12, com ajustes de posição visando o feriado da próxima semana. Dow Jones, Nasdaq e S&P 500 renovaram máximas históricas, e vem alimentando o sentimento de que as ações chegaram no topo, por enquanto, estimulando realização de lucros. Outro fator avaliado pelo mercado são as tratativas por novos estímulos fiscais nos Estados Unidos, que impulsionaram as ações ao longo da semana. Com alta no preço do barril de petróleo superior a 2%, papéis do setor de energia tiveram valorização.

O Dow Jones subiu 0,09%, a 31.148,24 31458,40 pontos. Nas máximas históricas de fechamento, o S&P 500 avançou 0,39%, a 3.886,83 3934,83 pontos, e o Nasdaq registrou ganhos de 0,57%, a 13.856,30 14095,47 pontos. Na comparação semanal, os ganhos foram de 1,00%, 1,23% e 1,73%, respectivamente.

Com índices perto de máximas históricos, "muitos estão preocupados de que este possa ser outro topo. No entanto, a história provou que os retornos das altas ainda tendem a ser sólidos nos próximos 6 a 12 meses", aponta a LPL Financial. "Continuamos a acreditar que as ações permanecem mais atraentes do que os títulos à medida que a economia global emerge da turbulência causada pela pandemia", avalia a corretora.

As avaliações foram reforçadas hoje, uma vez que na segunda-feira, 15 , os mercados de Nova York não vão operar devido ao feriado do Dia do Presidente nos EUA, levando a um ajuste de posições.

Nas tratativas por um novo pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão, hoje o presidente dos EUA, Joe Biden, se reuniu com um grupo bipartidário de governadores e prefeitos na Casa Branca. O encontro fez parte de seu esforço para aprovar no Congresso o pacote. Como parte do projeto de estímulos, Biden quer enviar US$ 350 bilhões para governos estaduais e locais.

Com o barril de petróleo tendo avanços superiores a 2% em Londres e Nova York, as companhias do setor tiveram altas relevantes. Chevron (0,58%) e ExxonMobil (1,36%) seguiram a tendência. Reagindo à divulgação de balanço após o fechamento do mercado ontem, a Walt Disney recuou 1,70%. A ação da Amazon que chegou a ter perdas, com a empresa envolvida em questões trabalhistas que tiveram desenrolar judicial hoje, mas ganhou impulso ao fim da sessão e fechou em alta de 0,18%. Já o Twitter seguiu sua sequência de altas, e subiu 4,87%, avançando pelo décimo dia seguido ao maior patamar desde dezembro de 2013, de acordo com a Dow Jones Newswire.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...