Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Bolsas de NY fecham em queda com expectativa por inflação dos EUA e Fed

As bolsas de Nova York fecharam em queda nesta quarta-feira, em sessão sem grandes drivers no mercado e com expectativa pela publicação, na quinta-feira, do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de maio nos Estados Unidos. Além disso, a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), na próxima semana, é aguardada, e leva a um período de silêncio dos dirigentes da autoridade.

Entre algumas das principais movimentações nesta quarta-feira, estiveram farmacêuticas envolvidas em notícias sobre a pandemia de covid-19.

O índice Dow Jones recuou 0,44%, em 34.447,14 pontos, o S&P 500 caiu 0,18%, a 4.219,55 pontos, e o Nasdaq teve perda de 0,09%, a 13.911,75 pontos.

"É improvável que alguém queira tomar uma posição firme antes do encontro do Fed na semana que vem, já que há incerteza sobre qual será a visão do presidente Jerome Powell a respeito dos dados de mercado de trabalho desfavoráveis", explica o analista Antje Praefcke, do Commerzbank.

Antes da publicação na quinta do CPI dos EUA, o mercado observou nesta quarta os números para a inflação na China. O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) do país deu um salto anual de 9,0% em maio e alcançou a maior alta dos últimos 12 anos.

No noticiário desta quarta-feira, foi divulgado pelo Washington Post que o governo dos EUA negocia a compra de 500 milhões de doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer para doar a outros países.

A informação deve ser anunciada pelo presidente norte-americano, Joe Biden, na cúpula do G-7 que será realizada nesta semana no Reino Unido. As ações da empresa tiveram alta de 2,47%. Outras fabricantes de vacinas contra a covid-19, Johnson & Johnson (+1,42%) e Moderna (+2,08%) também tiveram avanços.

Já a Merck anunciou nesta quarta-feira que fechou acordo para vender aos EUA US$ 1,2 bilhão em molnupiravir, medicamento experimental da companhia contra a covid-19, caso a droga receba autorização de uso emergencial do Food and Drug Administration (FDA, a agência reguladora americana). As ações da empresa tiveram alta de 2,22%.

Alguns dos principais alvos de movimentos especulativos impulsionados por investidores de varejo nas últimas semanas apresentaram recuos nesta quarta. Os papéis da AMC caíram 10,37% e os da Clover Health Investments recuaram 23,61%, após subirem mais de 80% na terça.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.