Brasil

Justiça Federal irá reabrir caso da facada, afirma advogado da família Bolsonaro

Frederick Wassef afirmou que evidências coletadas pela PF serão usadas na reabertura do inquérito

Escrito por Gabriel Campoy

03 NOV 2021 - 19H33

Adélio Bispo de Oliveira agressor_Bolsonaro

O caso Adélio Bispo, envolvendo o autor do atentado à faca contra o então candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, em 2018, será reaberto em Brasília pelo TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) nas próximas semanas.

Agência Brasil
Agência Brasil


A informação foi revelada pelo advogado da família do presidente, Frederick Wassef, ao site Metrópoles, na tarde desta quarta-feira (3).

Preso na Penitenciária Federal de Campo Grande, Adélio Bispo foi indiciado pela PF (Polícia Federal) por crime de “atentado pessoal por inconformismo político”, com base na Lei de Segurança Nacional.

Segundo Wassef, em entrevista à Metrópoles, a medida é “uma vitória do Brasil e da democracia”. Ele ainda afirmou que todas as evidências coletadas pela Polícia Federal desde o atentado serão usadas na reabertura do caso.

Bolsonaro, em decorrência do atentado, passou por três cirurgias, sendo a última em 2019. O presidente teve retirado de seu corpo cerca de 25 centímetros do intestino grosso, na parte que ligava o intestino delgado à bolsa de colostomia.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Gabriel Campoy, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.