Por Conteúdo Estadão Em Brasil

Não há mudança de postura do PT sobre Previdência, diz líder do partido na Câmara

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), afirmou nesta terça-feira, 6, que o partido trabalhará pela obstrução da votação em segundo turno da reforma da Previdência, que deve começar a ser analisada ainda nesta data. "Não há mudança de postura do PT no tema da Previdência. Vamos trabalhar no sentido da obstrução e estamos definindo algumas emendas supressivas para reduzir um pouco do estrago que está sendo cometido contra a população mais pobre", comentou.

O deputado disse que o partido ainda discute os destaques supressivos que serão apresentados.

Sobre a portaria editada no período da manhã que garante o pagamento de um salário mínimo para pensionistas, Pimenta afirmou que o governo tenta "remendar o estrago da reforma da Previdência" com um instrumento "frágil".

"O governo editou uma reforma que não garante nem mesmo um salário mínimo. E tenta agora com um decreto remendar o estrago que está fazendo. A reforma nem foi aprovada e o governo tenta com decretos justificar as maldades que está fazendo. Ela é absolutamente frágil, queremos uma garantia legal de que nenhum benefício vai ser menor que um salário mínimo", disse o parlamentar.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...