RMVale

Coopertêxtil pode usar área da Tecelagem Parahyba enquanto processo corre na Justiça

A cooperativa afirma que todos estão em dia com licenças, autorizações e impostos cobrados anualmente pela prefeitura, há mais de 20 anos

Escrito por Ana Lígia Dal Bello

21 OUT 2021 - 19H12 (Atualizada em 21 OUT 2021 - 20H16)

Coopertêxtil coopertextil2 (Coopertêxtil)

A Coopertêxtil, cooperativa dos antigos trabalhadores da Tecelagem Parahyba, recebeu na quarta-feira (20) liminar favorável autorizando a utilização dos espaços da antiga tecelagem enquanto o processo corre na Justiça. A liminar foi concedida via Mandado de Segurança.

Na sexta-feira passada (15), a cooperativa encerrou as atividades de produção após determinação da Sala do Empreendedor, vinculada à Prefeitura de São José dos Campos.

A administração da cidade quer a reintegração de posse da área, sob alegação de que a liderança da Coopertêxtil cobra dinheiro das empresas pela utilização do espaço. O processo corre em primeira instância na primeira Vara da Fazenda Pública de São José dos Campos.

A Coopertêxtil informou que entregou, de novo, à Sala do Empreendedor, toda a documentação solicitada pela prefeitura. Informou também que “a cooperativa e todas as cooperadas estão em dia com suas licenças, autorizações e impostos devidos à prefeitura, cobrados anualmente pela municipalidade há mais de 20 anos”.

Coopertêxtil
Coopertêxtil


A cooperativa alega reivindicar legitimamente a posse e a propriedade do seu espaço físico comprado pelos cooperados em troca das dívidas trabalhistas devidas aos trabalhadores pela antiga tecelagem.

Apesar de a paralisação ter prejudicado 100 empregos diretos e 300 indiretos, a Coopertêxtil espera recuperar na íntegra a área que é espaço de produção e oportunidades para cerca de 400 famílias.

Segundo a Prefeitura de São José dos Campos, o terreno ocupado é área pública, do Governo do Estado de São Paulo, permissionada ao município para uso de interesse público. O processo de desocupação foi feito judicialmente e a cooperativa teve a oportunidade de apresentar seus argumentos à justiça.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ana Lígia Dal Bello, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.