Por Caroline Corrêa Em RMVale Atualizada em 28 MAI 2020 - 15H38

Joseense compra casa por 1 euro na Itália durante pandemia do coronavírus

As prefeituras criaram projetos para atrair novos moradores

Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal


O empresário joseense Douglas Roque de 48 anos, comprou em janeiro deste ano, uma casa por 1 euro em Fabbriche di Vergemoli, no interior da Itália. Isso durante a pandemia do coronavírus no país, por meio de um projeto criado para atração de novos moradores. 

No fim de janeiro, Roque desembarcou na Itália para resolver negócios pendentes à reforma de sua primeira casa, também na mesma região. Surpreendido pela crise do coronavírus, ele não pôde voltar para a casa no Brasil, devido ao isolamento social. Ele pretendia voltar no mês seguinte, mas foi impedido. “Eu cheguei em janeiro e ia retornar em fevereiro, mas já estou há quase quatro meses por aqui”, disse.

Roque trabalha com esportes em São José dos Campos e se tornou empresário na Itália. Vive entre os dois países. Atualmente, mata a saudade da mãe, que está em solo joseense, por chamadas de vídeo e planeja levá-la para a Europa em breve. “A ideia agora é pedir pra ela vir passar um tempo comigo, mas tudo vai depender do critério que vai ser feito em aeroportos”, explicou.

O empresário, que está em Veneza, disse que a flexibilização da quarentena está acontecendo por partes no país. “A gente já está em um processo de abertura de isolamento, a partir de 2 de junho, a gente já vai poder ir para outras regiões e irei visitar minhas casas”, comenta.

“Progetto Case a 1 Euro”

Desde 2010, pequenas cidades italianas observaram a população envelhecer. As prefeituras criaram projetos para atrair novos moradores, como Douglas Roque através do projeto casa por 1 euro, criado em 2014.

Roque explicou que essas campanhas atraíram o interesse de investidores do mundo todo. Nas pequenas vilas, há alemães, brasileiros, espanhóis e gente de todo o mundo. Em 2018, o empresário viu no projeto uma oportunidade de crescer e, com ajuda do sócio, Alberto da Lio, arquiteto e italiano, eles criaram o “Sonho It”, que ajuda pessoas a encontrarem essas casas nos pequenos municípios italianos.

Através do site, ele e o sócio dão suporte e assessoria às pessoas que desejam povoar essas pequenas cidade.

Eles ajudam com as taxas de contrato e de cartório. Além de apresentar um projeto de reestruturação dos imóveis, já que elas precisam seguir normas de restauração. 

De acordo com Roque, os prefeitos dão anistias das dívidas para os proprietários que abandonaram suas casas nessas pequenas cidades em troca de participarem do projeto. Os interessados podem comprar a casa por 1 euro (R$5,82 durante a cotação da semana), mas precisam arcar com a regulamentação dos documentos e profissionais que realizem os serviço, o que fica em torno de 8 mil euros.

O joseense disse que tem crescido o interesse de pessoas interessadas em seu site, o perfil do público interessado é de brasileiros que já moram na Europa, que tenham cidadania italiana ou até quem deseja se tornar empreendedor, já que o setor de turismo cresce nesta região da Itália.


3 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Caroline Corrêa, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.