Por Vinicius Assis Em RMVale Atualizada em 02 JUL 2020 - 12H59

Prazo para solicitar o auxílio emergencial termina nesta quinta-feira (2)

O benefício foi prorrogado para mais dois meses, além das três parcelas iniciais

Reprodução/Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Reprodução/Marcello Casal Jr/Agência Brasil


O prazo para solicitar o auxílio emergencial de R$ 600 – ou R$1,2 mil para mulheres chefes de família – se encerra nesta quinta-feira (2). Os possíveis beneficiários podem se cadastrar até às 23h59, tanto pelo aplicativo quanto pelo site da Caixa. Para quem se cadastrar hoje, o pagamento será feito da mesma forma, dividido em cinco parcelas, mas não há data para que elas sejam pagas.

O auxílio emergencial foi criado como um benefício financeiro destinado a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda, tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus. A princípio, a proposta era que fossem pagas três parcelas, em abril, maio e junho, mas o pagamento foi prorrogado com mais duas parcelas, e vai acontecer em julho e agosto com os mesmos valores.

Caso você já esteja recebendo o auxílio nas três primeiras parcelas, não há a necessidade de cadastrar novamente.

Para se cadastrar é necessário atender a requisitos como ser maior de 18 anos de idade ou ser mãe adolescente, não ter emprego formal, não ser agente público, inclusive temporário, nem exercer mandato eletivo, não receber outro benefício, exceto o Bolsa Família, ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00), não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70 e estar desempregado ou ser MEI (microempreendedor individual).

Para se cadastrar basta acessar o site do auxílio ou pelo aplicativo da Caixa – Auxílio Emergencial, que está disponível tanto para IOS quanto para Android. Depois de fazer o cadastro, a pessoa pode acompanhar se vai receber o auxílio emergencial, consultando no próprio site ou aplicativo. Mais dúvidas podem ser esclarecidas no site do Ministério da Cidadania.

De acordo com o Ministério da Cidadania, na semana passada, mais de 124 milhões de solicitações do auxílio emergencial foram feitas. Deste número cerca de 65 milhões foram considerados elegíveis e 41,59 milhões foram apontados como inaptos a receber o dinheiro, por não atenderem aos critérios do programa. Existem ainda quase 17 milhões de inscrições classificadas como inconclusivas - quando faltam informações para o processamento integral do pedido. Quem estiver nessa situação deve refazer o cadastro por meio do site ou aplicativo do programa.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vinicius Assis, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.