doria_coletiva_div

Reajuste foi anunciado na tarde desta quinta-feira no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo

Divulgação/Governo Estado de São Paulo



O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (30) um reajuste de 5% no salário dos agentes de segurança do estado.

O aumento será no vencimento de policiais militares, civis, técnico-cientítfico, agentes de segurança penitenciária, de escolta, de vigilância penitenciária e bombeiros ativos e inativos.


No anúncio feito no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, Doria afirmou que, com o reajuste, o impacto no orçamento para o próximo ano será de R$ 1,5 bilhão. Ao todo, serão beneficiados mais de 280 mil profissionais.
O reajuste passa a valer a partir do dia 1º de janeiro de 2020.

Pacote
Além do reajuste de salário, Doria também anunciou que o Estado vai oferecer assistência jurídica para policiais civis e militares para casos que aconteçam durante serviço. "A medida, porém, não se aplica à questões administrativos e, obviamente, casos de corrupção", afirmou o governador.

O programa de bonificação de resultados será ampliado e estendido, com as bonificações passando a ser pagas bimestralmente e não mais trimestralmente como acontece hoje em dia. Bombeiros e funcionários das áreas administrativas das polícias e delegacias especializadas também poderão ser beneficiados.

O governador anunciou também a equiparação do auxílio alimentação de todos os policiais, chegando até R$ 796, variando de acordo com a jornada de trabalho de cada profissional e o adicional de insalubridade.