Brasil

Aplicativo de votação apresenta instabilidade e prévias do PSDB ficam com futuro incerto

Sinalizada para terminar às 15h, eleição foi estendida até às 18h; João Doria e Eduardo Leite aparecem como favoritos no pleito

Escrito por Gabriel Campoy

21 NOV 2021 - 17H25 (Atualizada em 21 NOV 2021 - 17H44)

Foto: Will Dias/FuturaPress DORIA-9 (Foto: Will Dias/FuturaPress)

Uma instabilidade de sistema no aplicativo de votação dos filiados do PSDB está dificultando o término das eleições prévias do partido. Marcada para acontecer na tarde deste domingo (21), os partidários irão definir o candidato tucano nas eleições presidenciais de 2022. João Doria e Eduardo Leite, governadores de São Paulo e Rio Grande do Sul, respectivamente, aparecem como favoritos na disputa do pleito. Arthur Vírgilio, ex-prefeito de Manaus, corre por fora.

Os três postulantes a candidato presidenciais estão neste momento reunidos com o presidente da sigla, Bruno Araújo, para que a situação seja resolvida. De acordo com informações do site Poder 360, a ideia da equipe de Eduardo Leite é que o pleito seja adiado. Já a de Doria propõe que os votos já contabilizados sejam mantidos e, na próxima semana, seja aberta uma nova chance de votação em Brasília, para eleitores qualificados.

O fim da votação estava marcado para às 15h. Contudo, em decorrência do problema ocorrido, foi adiado para às 18h. Na capital federal, a votação presidencial no Centro de Convenções Ulysses Guimarães foi encerrada por volta das 15h.

Foto: Will Dias/FuturaPress
Foto: Will Dias/FuturaPress


Histórico das prévias no PSDB

Será a terceira vez que o PSDB realizará eleições prévias. Em 2016 e 2018 o partido realizou votação interna para decidir o candidato que iria lhe representar nas eleições municipais na capital e no governo de São Paulo. João Doria, candidato nas prévias presidenciais, foi o vencedor nas duas oportunidades anteriores.

Contudo, no pleito deste ano a disputa está mais acirrada. Tanto Doria como Eduardo Leite não afirmam publicamente o favoritismo. Já Arthur Vírgilio, que teve cogitado por parte da imprensa uma desistência de sua candidatura, manteve o nome na cédula e espera uma virada de jogo para conquistar o posto.


Apoios

As prévias do PSDB também estão envolvendo nomes historicamente ligados ao partido. Diversas figuras tucanas já expressaram publicamente seu apoio, enquanto outras, como Geraldo Alckmin, de saída do partido, não se pronunciaram até o momento.

O único presidente da República que o partido teve na história republicana, Fernando Henrique Cardoso, já declarou que irá apoiar João Doria. Já Aécio Neves, candidato tucano com melhor desempenho eleitoral em eleições presidenciais após FHC, afirmou que votará em Eduardo Leite.

Na RMVale, os diretórios de São José e Jacareí declararam nas últimas semanas que irão orientar seus filiados a votarem no governador gaúcho.

Vanessa Nascimento
Vanessa Nascimento


Características

Enquanto o governador paulista é um nome consolidado dentro do estado de São Paulo, Eduardo Leite, o governador mais novo da história recente, ainda busca por mais expressividade no mundo político, principalmente em nível nacional.

Antes de ser governador do Rio Grande do Sul, o gaúcho havia sido por apenas um mandato prefeito de Pelotas. Em seu perfil, tem como fator favorável ter reestruturado as contas públicas do estado em que governa, atrair investimentos em meio a pandemia e ser considerado moderado, evitando fazer ataques diretos a Lula e Bolsonaro.

Já Doria, ao contrário do adversário, sempre esteve no cenário político, mesmo antes de ser eleito prefeito da capital paulista. Com seu grupo de investimento LIDE, manteve relacionamento com diversas figuras do universo político, inclusive petistas.

Ganhou notoriedade nacional em meio a pandemia de Covid-19 quando, antes do governo federal, anunciou a primeira vacina efetiva no combate ao vírus. São Paulo, sob seu governo, também obteve um exponencial crescimento econômico com a chegada de diversos investimentos.

O governador paulista também protagonizou embates memoráveis com Jair Bolsonaro, de quem virou inimigo político. Doria também é crítico de Lula e das gestões petistas no executivo brasileiro.

Em campanha, tanto Doria como Leite passaram pela RMVale e foram recebidos por prefeitos da região em eventos partidários para os filiados.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Gabriel Campoy, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.