Por Conteúdo Estadão Em Mundo

Boris Johnson pedirá que todo o planeta seja vacinado até o fim de 2022

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou pelo Twitter que pedirá na semana que vem, durante a reunião de cúpula do G-7, que os líderes mundiais "ajudem a vacinar o mundo até o fim do ano que vem" contra a covid-19. "Nós temos a responsabilidade de fazer tudo que podemos para derrotar a covid ao redor do mundo", escreveu ele em sua rede social neste sábado.

O grupo se reúne a partir da próxima sexta-feira em Cornwall, na Inglaterra.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, estará presente, assim como a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, o presidente da França, Emmanuel Macron, e outros chefes de governo.

Também neste sábado, em reunião virtual entre oficiais de governo dos países do Círculo do Pacífico, ministros disseram que o acesso a vacinas contra a covid-19 é essencial para derrotar a pandemia e iniciar a recuperação econômica.

O ministro do Comércio da Nova Zelândia, Damien O'Connor, afirmou que a crise sem precedentes causada pela pandemia exige cooperação e uma resposta coordenada.

"A distribuição bem sucedida de vacinas na nossa região será fundamental para que nos recuperemos", afirmou ele. Aproximadamente cinco bilhões de doses ainda faltam para a região, que tem quase três bilhões de habitantes, disse O'Connor.

*Com informações da Associated Press

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.