Por Conteúdo Estadão Em Mundo

Rússia revoga permissão para uso da força na Ucrânia

A câmara alta do Parlamento russo revogou nesta quarta-feira a resolução que permitia o uso de força militar na Ucrânia, a pedido do presidente Vladimir Putin. A medida tem como objetivo demonstrar a vontade de Moscou em reduzir as tensões e evitar uma nova rodada de sanções impostas pelo Ocidente.

Putin disse que o pedido, feito um dia antes, tem a intenção de ajudar no processo de paz na Ucrânia, iniciado na sexta-feira com a decretação de um cessar-fogo de uma semana.

O presidente russo precisa mostrar seu apoio ao presidente ucraniano Petro Poroshenko antes da cúpula de sexta-feira da União Europeia (UE) e, dessa forma, evitar que seu país seja alvo de novas sanções. A UE advertiu que pode aplicar novas sanções que atingiram setores inteiros da economia russa se Moscou não ajudar a amenizar a crise.

A decisão parlamentar foi anunciada no mesmo dia em que ministros de Relações Exteriores de países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) se reúnem em Bruxelas para discutir a possibilidade de mais sanções contra a Rússia e estudar formas de apoiar o Exército ucraniano. Fonte: Associated Press.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.