Por Conteúdo Estadão Em Noticias

'Não adianta criar programa social e degringolar lado fiscal', diz secretário

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, disse nesta sexta-feira que o governo e o Congresso vão endereçar a questão social e o aumento da pobreza decorrente da pandemia de covid-19, mas com responsabilidade com as contas públicas. "Não adianta criar programa social e degringolar lado fiscal da economia", disse ele, durante o programa Economia em Foco, da Jovem Pan. "A questão não é gastar mais, mas gastar melhor", afirmou.

O governo tem que lançar até o fim do ano o novo desenho do Bolsa Família, ou terá de engavetar o projeto devido às restrições impostas pela lei eleitoral.

O objetivo do governo é reajustar o valor do benefício e ampliar algumas bolsas atreladas a ele, como mérito escolar ou esportivo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.