Por Nicole Almeida Em RMVale Atualizada em 29 JUN 2020 - 10H50

Distanciamento social diminui poluição e incidência de raios

Estudo do INPE analisou dados durante período em que distanciamento social diminuiu cerca de 20%

Agência Brasil
Agência Brasil
Dados comprovam que as “super" tempestades são consequências, também, do aumento da poluição.


Um estudo feito pelo coordenador do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Osmar Pinto Junior, mostrou que a queda na poluição fez com que diminuísse a incidência de raios durante o período de isolamento social.

O estudo analisou dados de 20 de março a 2 de abril, período em que o distanciamento social diminuiu cerca de 20% por conta do combate a pandemia da Covid-19, em São Paulo. 

Durante o período analisado, apenas 4% do total de descargas atingiram os solos; enquanto no mesmo período em 2019, o percentual variou de 40% a 63%. Por outro lado, a incidência de relâmpagos aumentou.

Segundo a pesquisa, os dados comprovam que as “super" tempestades que tem ocorrido em SP, com mais de três mil raios, são consequência não somente do aumento da temperatura (conhecido como ilhas de calor), como do aumento da poluição. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Nicole Almeida, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.