Por Julia Lopes Em RMVale Atualizada em 06 ABR 2021 - 10H57

Macaco Prego preso em cativeiro é resgatado pela Polícia Ambiental em Caraguatatuba

O proprietário foi multado no valor de R$ 500 por manter animal silvestre preso sem autorização


Nesta segunda-feira (05), um filhote de Macaco Prego que estava preso em cativeiro foi resgato pela Polícia Ambiental em Caraguatatuba, no bairro Barranco Alto.

Segundo a Polícia Ambiental, no local, os policiais foram recebidos pela proprietária da residência que informou que seu filho teria comprado um filhote de macaco da espécie “Prego” fêmea e possuía Nota Fiscal que comprovaria a aquisição de criador autorizado.

Os policiais ambientais ao verificar o documento apresentado notaram que haviam diversas irregularidades, caracterizando possivelmente uma Nota Fiscal falsa. Além disso, o veterinário da Zoonoses de Caraguatatuba atestou que o macaco era um macho e não uma fêmea como constava na Nota Fiscal.

O animal filhote que tem cerca de 1 ano de idade, conforme constatado no documento apresentado, será destinado ao Craz Pet do Parque Ecológico do Tietê em São Paulo, onde ficará em observação, readaptação e em seguida será solto em seu habitat.

O proprietário foi multado no valor de R$ 500,00 pelo crime cometido de “manter animal silvestre, não inserido na lista de animais em extinção em cativeiro, sem autorização do órgão competente”.

A ocorrência foi apresentada na Delegacia Central de Caraguatatuba e o delegado de plantão tomou conhecimento do fato e irá apurar o caso.

Segundo a Polícia Ambiental, estima-se que para cada animal retirado na natureza e colocado à venda, outros nove morrem nas mãos dos traficantes, vítimas do abuso e maus-tratos decorrentes da captura e transporte precários.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone (12) 3886-2200, da Polícia Militar Ambiental de Caraguatatuba.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Julia Lopes, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.