Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo Atualizada em 29 JUN 2020 - 16H26

Cirque du Soleil entra em programa de auxílio econômico para evitar falência

No pedido, o Cirque cita seus espetáculos cancelados pelo mundo.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Cirque du Soleil sofre perdas e impacto econômico em seus espetáculos e turnês pelo mundo. Nesta segunda, 29, a companhia entrou em um programa de recuperação judicial no Canadá, com o objetivo de evitar a falência e se proteger de seus credores.

Com sede em Montreal, a produtora se encaixou em um programa voltado ao auxílio de empresas que têm dívidas acima de US$ 5 milhões.

No pedido, o Cirque cita seus espetáculos cancelados pelo mundo. Desde o início da pandemia, a companhia demitiu cerca de 95% de seus funcionários em março, incluindo 1,3 milhão, em Las Vegas. Pelo mundo, 44 espetáculos foram cancelados.

O pedido de recuperação cita os diversos espetáculos cancelados pelo mundo por causa da pandemia no novo coronavírus. A companhia recebeu US$ 200 milhões do Canadá, como auxílio.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.