Por Luis Henrique Chaves dos Santos Em Alunos Atualizada em 26 NOV 2021 - 16H08

Saiba como se preparar para ter sua primeira colônia de abelhas nativas

Você sabia que é possível criar abelhas no conforto de casa, sem ferroadas e fazendo bem para o planeta?

Antes de iniciar uma criação legalizada de qualquer ser que tenha vida, é preciso entender como eles se comportam, seja conhecendo sobre o animal que pretende ter ou como funcionam os cuidados com ele.

Com as abelhas não é diferente, por se tratar de um inseto com tanta importância e relevância para nossa qualidade de vida é interessante destacar que não é preciso ter muito espaço para criar as abelhas sem ferrão. O importante é garantir um bom manejo, alimento e proteção. Quem cria abelhas precisa pensar no plantio, não adianta ter 100 caixas e não plantar nada, afinal, elas precisam de alimento.

Além da disponibilidade de recursos para as abelhas, a definição do local do seu meliponário (local onde se tem a criação das abelhas sem ferrão) é de extrema importância já que as abelhas memoriza o local que a sua colmeia é instalada, por isso esse preparo deve ser feito observando algumas coisas:

Incidência de luz solar:

Para que sua colônia esteja em condições favoráveis para um bom desenvolvimento é muito importante que ela não fique apenas na sombra nem diretamente exposta ao sol. O excesso de calor pode prejudicar muito a colônia, já que elas precisam de cerca de 25°C no interior da colônia, nem muito a mais nem muito a menos.

O frio também é algo que pode contribuir para decadência da colônia, já que os discos de crias não podem esfriar, isso prejudica a formação e o nascimento das novas crias.

Local abrigado de chuva:

Um local em que a caixa não receba chuva diretamente é essencial para a criação, mesmo que em seus meios naturais elas estejam ‘expostas’ a isso. Em uma árvore tem toda folhagem não deixa a chuva chegar tão intensa a colméia, além das paredes da árvore serem grossas, ela conta com a camada externa que é impermeável.

Bom pasto meliponícola:

Não adianta falar em criação de abelhas e não se lembrar das flores, não é mesmo? Para que sua colônia se desenvolva bem, o mais importante é a oferta de recursos em sua região para alimentação, como pólen, néctar e água, e a construção das estruturas argila e resinas.

Uma alternativa para você fazer essa consulta de oferta de recursos tróficos, é o Google Earth, que possibilita traçar uma linha a partir de um ponto, assim o criador pode fazer uma breve pesquisa sobre como está a situação da redondeza se tratando de plantas que alimentam as abelhas.

Google earth
Google earth
Traçar distancia no google earth


Vale ressaltar que não podemos levar em consideração apenas a beleza das flores, aliás não é porque uma árvore floresce que ela é boa para as abelhas, da mesma forma que se uma planta dá frutos não quer dizer que ela não possa ser venenosa.

Antes de plantar uma flor, pesquise e veja se aquela espécie alimenta as abelhas, quais recursos ela oferece, se é pólen, néctar ou resina. Temos como exemplo, uma árvore estrondosa, robusta, que é muito usada para paisagismo urbano, mas que é extremamente tóxica para as abelhas, a Espatódea, também conhecida por bisnagueira, xixi de macaco ou chama-da- floresta.


abelhasjatai.com.br
abelhasjatai.com.br
Espatódea


Mora em apartamento? Atenção!

Se você mora em apartamento, te deixo um aviso: não são todas as abelhas que se desenvolvem bem em locais mais altos. É raro elas chegarem até o oitavo andar, mas é possível sim, a criação de abelhas nativas em prédios, o curso Meliponicultura Urbana da Embrapa apresenta em um tópico específico para essa situação. Mas nada de colocar o enxame em varanda fechada ou predominantemente fechada com vidro.

meliponariocapixaba.blogspot.com
meliponariocapixaba.blogspot.com
Meliponario de Jandaíras AP


Se não for possível ter uma colmeia, plante para as abelhas. Escolha árvores nativas, melíferas e flores com sementes como o girassol normal, que produz sementes, ao invés do estéril, que é bonito apenas para os olhos e que normalmente compramos em floricultura. Plantando assim você vai ter espécies de abelhas visitando seu jardim.

Dica de flores para plantar que alimentam as abelhas:

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal
6 plantas para as abelhas


1 - Amor agarradinho Antigonon leptopus – Planta que gosta de sol pleno, tem um néctar muito atraente para as abelhas com alto teor de açúcar. A planta também possui diversas propriedades como adstringente, anti-seborréica, anti-inflamatória, bactericida, depurativa e diurética. Possui vitamina C, óleos essenciais, carotenóides e flavonóide com atividade antioxidante e anti-inflamatória.

2 - Cipó uva Cissus rhombifolia - O cipó-uva é conhecido por suas propriedades medicinais, exaltado como um bálsamo para cólicas intestinais e dores renais. A raiz, folhas e caule desta planta são indicados para uso tópico e para tratamento de dores. Acredita-se ser um desintoxicante natural para o fígado e por agir no controle da glicemia no sangue.

3 - Guacco Mikania glomerata - quadros de tosse, asma, bronquite e outras doenças da via respiratória, devido ao seu composto cumarínico. Além de ajudar a eliminar o muco causado por gripes e resfriados

4 - Cipó café Merremia tuberosa – Recurso floral néctar e pólen

5 - Manjericão Ocimum basilicum – Além de uma planta que serve as abelhas, você conta com um belo tempero no quintal.

6 - Ora-pro-nóbis Pereskia aculeata – Ótima planta para produção de mel, também tem vitamina A, B e C, proteínas, cálcio, ferro etc.

Recomendação:

Deixo também aqui duas recomendações de curso da Embrapa (com certificado gratuito), ambos com pouca carga horária, mas que passam um bom conhecimento para quem pretende começar na meliponicultura ou apenas aprender mais sobre nossas amigas polinizadoras: Meliponicultura básicameliponicultura urbana

E aí, você tem vontade de preservar a natureza aí no quintal da sua casa? Ter produção de mel para consumo próprio. Deixe seu comentário! Para saber mais, você também pode acessar @beeplacemeliponario no instagram.

Com supervisão de Yeda Vasconcelos, jornalista do Meon Jovem.




Escrito por
escola elmano ferreira veloso
Luis Henrique Chaves dos Santos

2ª série A do ensino médio - Escola Estadual Elmano Ferreira Veloso - São José dos Campos, SP

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Exclusivo | Comissão Pré-Julgadora

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Alunos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.