Por Samuel Strazzer Em RMVale Atualizada em 26 JUN 2020 - 15H12

Doria comenta atrito com Felicio Ramuth e parabeniza o fechamento do comércio aos finais de semana em São José

“É muito positivo que o prefeito tenha agido e aumentado as restrições”, também comentou o secretário Vinholi

Reprodução
Reprodução

Nesta sexta-feira (26), o Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), comentou o atrito que teve em abril com o prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), em relação a divergência de opiniões sobre a flexibilização da quarentena e o parabenizou pela determinação de fechamento do comércio aos sábados.

“Não estou fazendo nenhuma crítica a ele [Felicio Ramuth], mas só pra mostrar como o Plano São Paulo é correto. Semanas atrás o prefeito entrou com medidas, inclusive judiciais, que não foram atendidas, para liberar o comércio de São José dos Campos. Hoje, o mesmo prefeito compreende acertadamente que é hora de restringir o comércio para preservar vidas”, disse Doria.

Leia MaisRMVale permanece na fase laranja do Plano São PauloPrefeitura de Ilhabela passará a multar quem não usar máscaras no arquipélagoPagamento da terceira parcela do auxílio emergencial começa sábadoO secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, também parabenizou o chefe do executivo joseense e reforçou que os dados da RMVale.

“Positivo o fechamento aos finais de semana, vendo a evolução da pandemia em São José dos Campos. [...] É muito positivo que o prefeito tenha agido e aumentado as restrições e tomando os cuidados devidos pela evolução que vem acompanhando em seu município”, disse Vinholi.


Histórico

Em meados de abril, a prefeitura de São José publicou um decreto para instituição do isolamento seletivo na cidade a partir do dia 27 daquele mês. Na época, a orientação do Governo do Estado era de quarentena sem flexibilização. O Ministério Público protocolou uma ação e a Justiça derrubou o decreto no dia 23 de abril.

Felicio se manifestou na época e disse que iria recorrer da decisão. Durante uma coletiva ainda no dia 23 de abril, Doria, que tinha expressamente uma opinião diferente a do prefeito de São José, comentou o caso.

“O prefeito está no seu direito de recorrer evidentemente, aliás é um bom prefeito de São José dos Campos, eu não discuto a sua qualidade, mas discutimos a oportunidade. Não é hora de fazer nenhum tipo de relaxamento em nenhuma cidade de São Paulo”, disse Doria na ocasião.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Samuel Strazzer, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.